EX-MINISTRO LANÇA OFICIALMENTE SUA CANDIDATURA AO PIRATINI

O nome do ex-ministro e deputado federal Onyx Lorenzoni foi homologado como candidato do PL ao governo do Estado. Com o Teatro Dante Barone lotado de apoiadores, incluindo militantes do Republicanos, Patriota e PROS, partidos que estão juntos na corrida eleitoral, Onyx fez críticas à gestão da crise sanitária da Covid-19 pelo governo de Eduardo Leite (PSDB). “Havia um rapaz que pintava mapinhas. Ouvia ‘fecha tudo, a economia a gente vê depois’”, disse, referindo-se ao ex-governador. Ele disse que um governador precisa sair de dentro do Palácio Piratini, “olhando olho no olho e ouvindo as pessoas”, defendendo a interiorização do governo estadual.

“Essa eleição não vamos vencer no ódio, vamos vencer no amor. Na dedicação ao RS, na dedicação à nossa cultura. Aprendemos com Bolsonaro que há uma missão e essa missão é servir às pessoas”, complementou. “Aqui vai um recado para esquerda e isentões do meio. Não nos digam para não sonharmos com um Estado mais justo para gaúchos e gaúchas. Nosso povo é de coragem. E quem não tiver coragem, que saia do Piratini”, enfatizou.

Pré-candidato à reeleição, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), encaminhou uma mensagem em vídeo, reproduzida no telão. “Onyx, meu velho amigo de Parlamento e um dos primeiros a entrar na minha campanha, vai concorrer ao governo do Estado. Quero desejar a ele muito boa sorte. O RS merece ter uma pessoa da estatura do Onyx concorrendo. Os gaúchos saberão escolher o melhor para o seu estado”, disse. Os filhos do presidente, Eduardo e Carlos, também participaram por meio de gravações desejando sucesso e ressaltando a lealdade do ex-ministro.

A convenção não confirmou quem estará na vice, posição vaga na chapa, já que o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, será homologado neste sábado pelo Republicanos como candidato ao Senado. Onyx convidou o MDB para ocupar a vice. Os emedebistas vivem um embate interno quanto a manter a candidatura própria do deputado estadual Gabriel Souza e o apoio ao ex-governador Eduardo Leite (PSDB). Um exemplo da parceria entre PL e MDB apresentado no encontro foi a prefeitura de Porto Alegre, onde Sebastião Melo tem como vice-prefeito Ricardo Gomes. “Onyx vai nos colocar no caminho da grande transformação que vem acontecendo no Brasil. Nunca foi tão fácil escolher um lado em uma eleição”, disse Gomes. O ato apresentou ainda os 45 nomes para disputa de cadeiras na Assembleia Legislativa e outros 32 postulantes à Câmara dos Deputados.

Presidente do Republicanos, o deputado federal Carlos Gomes parabenizou os componentes da nominata do PL, dizendo que concorrer é ato de coragem. “É fácil ficar em casa reclamando dos problemas que estão em frente dos olhos. Por isso quero parabenizar os senhores e senhoras. A partir de hoje (desta sexta-feira), seremos uma só família que sairá pelo RS para arrebanhar os homens de bem para não permitir jamais que voltem aqueles que querem saquear o nosso Brasil e nossa gente.”

Antes do ato, o Patriota e o Pros realizaram suas convenções na Assembleia. Os presidentes das siglas foram chamados ao palco e reafirmaram o apoio a Onyx. “Juntos faremos a diferença no RS. Unidos vamos fazer com que o Estado tenha justiça social, honre sua bandeira e o Brasil. Hoje começa uma nova história”, disse o presidente do Patriota, Luis Afonso. “Estamos de mãos dadas e trabalhando 24 horas. Somos uma família e estamos pensando em nossos filhos e netos”, afirmou o presidente do Pros, João Batista Santos. O partido, por ora, não divulgou a quantidade de candidatos.

Final de semana será marcado por convenções
Seis convenções estão previstas para o final de semana. No sábado ocorrem os encontros do PSB, Republicanos e Novo. No domingo, o União Brasil, Podemos e a federação PSol e Rede oficializam as suas candidaturas e nominatas.

Comentários