RS VIVE UM MOMENTO DE ALTA EM INTERNAÇÕES EM UTIS

O Rio Grande do Sul vive um momento de alta na ocupação de leitos em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs). Conforme o painel de monitoramento da Secretaria Estadual da Saúde (SES-RS), nesta terça-feira, 88,3% dos leitos intensivos gaúchos estavam ocupados. Em algumas regiões, porém, a lotação é ainda maior.
Na Região Metropolitana de Porto Alegre, 95,4% dos leitos em UTI estavam ocupados ontem, restando apenas 48 vagas livres para receber novos pacientes. Na Região Sul gaúcha, o percentual de ocupação também supera os 90% – um total de 91,7% dos leitos intensivos na região estavam ocupados, restando apenas 13 vagas livres. Na região dos Vales a ocupação também está alta – 89,5%, com apenas 10 leitos livres.
Em outras regiões, a ocupação, apesar de alta, ainda não tingiu o patamar de alerta: Centro-Oeste (71,7%), Missioneira (76,6%), Norte (79,4%), Serra (79,7%), .
O recrudescimento do frio gera impacto direto na ocupação de leitos para pacientes que precisam de atenção especial, principalmente em razão de problemas respiratórios.
Ao todo, dos 1.998 leitos em UTI para adultos no Estado, 1.765 estavam ocupados no início da noite desta terça-feira. A situação é mais crítica se o recorte analisado focar nos leitos que atendem pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os leitos intensivos SUS tinham, 93,1% de ocupação, enquanto nos leitos UTI privados a lotação era de 80,1%.
Do total de pessoas internadas em leitos intensivos no Rio Grande do Sul, 186 (10,5%) eram de pacientes com diagnóstico confirmado para a Covid-19.

Comentários