PRF ABORDA ÔNIBUS E ENCONTRA PESSOAS ANÁLOGAS À ESCRAVIDÃO

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) resgatou na manhã deste sábado (4) 15 pessoas que estavam em condições semelhantes à escravidão e dormiam em um ônibus com mau estado de conservação. A situação foi descoberta durante uma abordagem de rotina na BR-116, em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Os agentes identificaram que o veículo transportava os passageiros em péssimas condições, sem assentos, sentados ou deitados em colchões sobre o assoalho ou sobre bancadas ao longo do corredor, segundo a Polícia Rodoviária Federal. Além disso, o veículo estava em péssimas condições de higiene, com colchões, roupas, alimentos e produtos espalhados.

De acordo com testemunhos das vítimas, elas eram da região de Alvorada. Duas eram adolescentes, de 15 e 16 anos. Elas eram convencidas a vender massa de arear panelas nas ruas de várias cidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, porém sem nenhum direito trabalhista, nem condições mínimas de higiene e saúde.

Já havia uma denúncia de transporte de trabalhadores em situação análoga à escravidão por parte da Justiça do Estado de Santa Catarina.

O condutor, o ajudante e todos os 15 trabalhadores foram encaminhados à Polícia Federal, em Porto Alegre, para registro da ocorrência. O ônibus foi recolhido. Além disso, mais de 160 quilos do produto vendido foi levado para vigilância sanitária.

Comentários