CHILE REGISTRA TERREMOTO DE 6,8 GRAUS NA ESCALA RICHTER

O Centro Sismológico Nacional da Universidade do Chile registrou, na noite desta terça-feira, um terremoto de 6,8 graus de magnitude na Escala Richter. O abalo sísmico foi sentido na região de Socaire, no norte do país. Ainda não há informações sobre danos ou feridos.

De acordo com o portal La Tercera, do Chile, o epicentro está há 70 quilômetros de Socaire, na região de Antofagasta. O tremor, de média intensidade, teria ocorrido a uma profundidade de 248 quilômetros.

Socaire e Sierra Gorda registraram os tremores mais fortes, conforme o serviço de emergências do Ministério do Interior do Chile. O Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Marinha chilena afirmou que as características do tremor não reúnem as condições necessárias para gerar um tsunami na costa do Chile.

Até o momento, também conforme o Serviço Hidrográfico, não foram reportados feridos, alterações nos serviços básicos ou a qualquer tipo de infraestrutura em decorrência deste terremoto.

MetSul relata também efeitos no Norte da Argentina e no Brasil

O abalo sísmico também foi sentido no Norte da Argentina e alguns de seus efeitos também aconteceram em São Paulo e Minas Gerais. De acordo com o USGS, o serviço geológico dos Estados Unidos, o terremoto se originou a 194 quilômetros à Noroeste de San Antonio de los Cobres, na região de Salta e Jujuy.

O tremor no Norte da Argentina foi profundo e não raso, o que minimiza os danos. Conforme a MetSul, o terremoto de magnitude 6,8 foi sentido no Brasil. As ondas de choque do abalo sísmico se propagaram pela América do Sul e o tremor acabou sendo percebido em prédios na cidade de São Paulo, onde moradores relataram estruturas balançando cerca de dez minutos depois do terremoto na Argentina.

O abalo foi sentido ainda no Triângulo Mineiro, em Minas Gerais. São vários relatos da cidade de Uberlândia de residentes que sentiram seus prédios balançarem no começo da noite desta terça. No bairro Santa Mônica, moradores de um edifício foram para a rua com a oscilação do edifício e acionaram a Defesa Civil municipal para vistoriar a estrutura.

Comentários