BRASIL REGISTRA O MENOR NÚMERO DE MORTES POR COVID 19

A primeira semana de maio é de menor número de mortes por Covid-19 no Brasil dos últimos dois anos. Dados oficiais do Ministério da Saúde mostram que entre 1º e 7 de maio foram registrados 629 óbitos pela doença, redução de 29% em relação à semana anterior. O patamar atual de óbitos só não é menor do que o das primeiras três semanas (entre março e abril) da crise sanitária no Brasil, quando foram contabilizados 18, 96 e 318 falecimentos.

O número mais baixo de óbitos semanais observado em 2022 havia sido 672, entre 17 e 23 de abril. No ano passado, a semana com menos mortes, 19 a 25 de dezembro, teve 670 registros. A média móvel de mortes  é a menor em mais de dois anos. Nos últimos sete dias, segundo o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), foram 90 por dia. A quantidade de pessoas infectadas semanalmente se mantém estável nos últimos 28 dias. Foram 110,3 mil novos diagnósticos na semana passada e 102,6 mil na anterior.

A média móvel de novos casos está em 15.756, acima do observado em meses como outubro e novembro de 2021, por exemplo, e em meio a críticas de especialistas pela redução do número de testes. Em um boletim divulgado no fim de abril, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) já fazia uma projeção de redução dos indicadores de mortalidade e internação em UTI.

Ele apontava que as UTIs destinadas a Covid-19 estavam com taxas de ocupação abaixo de 50% no país. Apesar da liberação de máscaras em ambientes fechados e do retorno à normalidade, especialistas da área de saúde pública ressaltam que é preciso monitoramento constante dos casos, já que a Covid-19 não será erradicada.

Comentários