PRESIDENTE BOLSONARO ESTÁ NO RIO GRANDE DO SUL

Na agenda da visita que o presidente Jair Bolsonaro fará neste sábado (7) à Feira Nacional da Soja (Fenasoja), em Santa Rosa, há dois momentos esperados. O primeiro, a participação na cerimônia que marca o encerramento da colheita do grão em todo o país. Máquinas estarão estrategicamente posicionadas no Parque de Exposições Alfredo Leandro Carlson para o ato simbólico. É neste momento também que deve se manifestar.

O outro, é o de sancionar a lei que torna Santa Rosa o berço nacional da soja — título que informalmente já existe e estampa o pórtico de entrada.

Mas a vinda do presidente também será a oportunidade para entidades, não só do setor agropecuário, darem seus recados sobre temas que consideram importantes. Como as medidas de apoio aos agricultores afetados pela estiagem ainda pendentes. Nos 45 municípios que compõem a regional da Emater de Santa Rosa, a redução média na produção de soja chega a 86% em relação à estimativa inicial. São apenas oito sacas por hectare, quando a expectativa era obter mais de 50 sacas.

Em nome das federações dos trabalhadores na agricultura dos três Estados do Sul, Eugênio Zanetti, vice-presidente da Fetag-RS entregará um documento. Nele, as entidades reconhecem a importância do decreto que adicionou quantia de R$ 1,2 bilhão para o rebate (desconto) de financiamentos de  produtores familiares que não tinham seguro ou Proagro contra intempéries.

A presença do presidente Jair Bolsonaro (PL) no município de Santa Rosa, no interior do Rio Grande do Sul. Bolsonaro deve visitar a Feira Nacional da Soja (Fenasoja), que acontece na Arena de Shows do Parque de Exposições Alfredo Leandro Carlson. Na ocasião, ocorrerá o ato de Encerramento Nacional da Colheita da Soja. A cerimônia será transmitida ao vivo pela EBC e pelas redes sociais do Planalto.

 

Comentários