MICHELE BOLSONARO NA 24º SURDOLIMPÍADAS

A 24ª edição das Surdolimpíadas de Verão teve início neste fim de semana, em Caxias do Sul. Na noite deste domingo, ocorreu a cerimônia de abertura dos jogos, com o desfile das delegações – encerrando-se com a brasileira -, pronunciamento de autoridades e a programação artística “Mãos que falam”. A solenidade teve a participação da primeira-dama Michelle Bolsonaro, que é madrinha do evento. Ela disse que o governo tem olhado para a comunidade surda e investido em políticas públicas. “Desde que assumimos, temos desenvolvido ações que venham ao encontro dos interesses desse segmento da sociedade. Temos trabalhado para uma inclusão cada vez maior.”

A cerimônia teve a participação também do ministro da Cidadania, Ronaldo Vieira Bento, do governador Ranolfo Vieira Júnior, do prefeito de Caxias do Sul, Adiló Didomenico, da presidente da Confederação Brasileira de Desporto de Surdos, Diana Kyosen, do presidente do Comitê Internacional de Esportes para Surdos (ICSD), Gustavo Perazzolo, e do ex-governador José Ivo Sartori.

Os jogos começaram no sábado e seguem até 15 de maio em 20 modalidades, disputadas por atletas de 79 países. No primeiro dia, a tocha surdolímpica foi conduzida, em revezamento, por atletas, ex-atletas e organizadores no trajeto entre o Santuário de Nossa Senhora do Caravaggio, em Farroupilha, e Caxias do Sul, dando início à 24ª edição. No último trecho, a tocha foi carregada pelo presidente do Comitê Internacional de Esportes para Surdos, o caxiense Gustavo Perazzolo. O prefeito Adiló Didomenico a recebeu em frente à Catedral Diocesana, acompanhado da vice-prefeita, Paula Ioris. A chama ficará acesa nos pavilhões da Festa da Uva até o final dos jogos.

Entre atletas, comissões técnicas e equipes de tradutores e interpretes de libras e organização, são cerca de 5 mil pessoas envolvidas no evento. As disputas ocorrem em vários locais, como a UCS, pavilhões da Festa da Uva, Estádio Centenário, CT do Juventude, Estádio Municipal e Complexo do Sesi. A organização é do Comitê Internacional de Esportes para Surdos. Caxias do Sul foi a cidade escolhida para esta edição, a primeira vez que a América Latina sedia a programação.

Comentários