RS AMPLIA VACINA PARA CRIANÇA

Cuba iniciará estudos sobre vacina infantil contra covid-19 em abril -  Notícias - R7 Saúde

O governo do Rio Grande do Sul anunciou, nesta segunda-feira, a ampliação da vacinação contra Covid-19 de crianças. A partir de quarta, conforme nota, todos os municípios com doses estocadas passam a imunizar entre seis e 11 anos com Coronavac.

A decisão foi pactuada pela Secretaria da Saúde (SES), por meio da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que operacionalizou a aplicação para o público de seis a 17 anos do imunizante desenvolvido pelo Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac. A prioridade são crianças de seis a 11 anos e, excepcionalmente, adolescentes de 12 a 17 anos, em caso de disponibilidade.

Na sexta-feira, o Ministério da Saúde incluiu o imunizante para esta faixa etária no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO). No fim de semana e nesta segunda, a SES avaliou estoques das Coordenadorias Regionais de Saúde (CRSs) e iniciou o balanço com os municípios para ter o diagnóstico completo do quantitativo de doses à disposição em cada um.

A SES tem 83,3 mil doses de Coronavac na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), em Porto Alegre. O quantitativo deve ser distribuído na quarta-feira. Nas coordenadorias regionais e municípios, o levantamento segue até terça-feira, quando haverá a consolidação dos dados de todo o Rio Grande do Sul.

Para ampliar a oferta, a SES aguarda nova remessa do Ministério da Saúde, que tem 6 milhões de doses disponíveis no Centro de Distribuição de Insumos Estratégicos de Saúde, em Guarulhos (SP). Segundo nota técnica do ministério, o imunizante Coronavac não deve ser aplicado em imunocomprometidos. Para os demais públicos da faixa etária, a dose aprovada da vacina, produzida a partir do vírus inativado, é a mesma usada para adultos, com um intervalo de 28 dias entre a primeira e segunda aplicação.

Comentários