COVID 19: INTERNAÇÕES AUMENTAM NO LITORAL NORTE

Acompanhante hospitalar

A pandemia da Covid-19 se mantém em alta no Rio Grande do Sul, e o Litoral Norte gaúcho tem seguido a mesma tendência. O boletim Boletim Coronavírus divulgado pelo Centro de Operações de Emergências da Saúde (COE) Regional informa que nesta última semana foram detectados 6.243 casos, com dois óbitos, em Capão da Canoa e Imbé. Há ainda 7.709 pacientes com a doença ativa.

A taxa de ocupação de leitos clínicos atingiu 58% e a de UTI 95%. Não há leitos de UTI disponíveis nos hospitais de Torres, Capão da Canoa e Osório, embora estejam buscando ampliar para acolher novos pacientes. Além dos adultos, há cinco crianças internadas na região.

“O litoral norte está tendo grande aumento do surto de coronavírus”, disse Jonas Wenclevski, diretor de saúde de Capão da Canoa. “Antes estavam ocorrendo praticamente consultas, e agora passamos para a fase das internações. E agora infelizmente tivemos um óbito”, lamentou. 

O administrador enumerou o número de consultas diárias feitas no município, que chegam a 400. “E já chegamos a um  número entre 35 e 40% de positivados”, disse. “As pessoas não estão se cuidando. E as infecções têm ocorrido muito por causa de festas. Notamos que em dias anteriores aos finais de semana, atendemos pessoas querendo fazer testes. E dois, três dias depois das festas, elas retornam e quase sempre positivadas. Outro detalhe, a maioria são jovens”, destacou. 

“Isso acaba gerando outro problema, pois eles acabam levando o vírus para seus pais, avós. E no ambiente familiar, não se usa máscara, ou seja, ser infectado é quase certo. E outra característica é que quem está ficando doente não tem quadro vacinal completo, tem apenas uma dose, ou nenhuma. E isso só comprova que a vacina funciona”, completou. 

Filas 

Os serviços ambulatoriais continuam com procura intensa e filas aguardando atendimento, com uma pressão muito grande na rede de saúde por insuficiência de profissionais e demanda excessiva. Há municípios onde foi necessário fechar unidades de saúde para concentrar os profissionais nos serviços de urgência e manter o atendimento à população. 

O COE Regional reforçou a recomendação para que a população do Litoral Norte (moradores e veranistas) mantenha o distanciamento social, evite aglomerações e que usem máscaras. Tais medidas, associadas à vacinação, são a única forma de reduzir a transmissão da doença. Novo boletim será divulgado nesta sexta-feira, com números atualizados da pandemia na região.

Comentários