OPERAÇÃO PAPAI NOEL DA BRIGADA MILITAR NO RS

Localização dos radares móveis em rodovias estaduais poderá ser consultado  no site da PRE - Rádio Uirapuru

A tradicional Operação Papai Noel da Brigada Militar em todo o Rio Grande do Sul. A ação especial da BM, que ocorre até o final deste mês, tem como objetivo garantir a tranquilidade e segurança da população nas compras de Natal e Ano Novo. Uma novidade nesta edição é a participação dos 865 novos soldados que se formaram em novembro e já estão atuando nas ruas.

Estão mobilizados os 14 Comandos Regionais de Policiamento Ostensivo (CRPO’s), o Comando de Policiamento Metropolitano (CPM) e o Comando de Policiamento da Capital (CPC), além do apoio do Comando Rodoviário (CRBM), Ambiental (CABM), Comando de Polícia de Choque (CPChoque) e do Batalhão de Aviação da BM (BAvBM).

“A BM lança a Operação Papai Noel para que tenhamos mais foco nas áreas comerciais diante da quantidade de pessoas que deve se dirigir para estes locais em razão das festas de fim de ano e do relaxamento das medidas em relação à pandemia”, enfatizou o subcomandante-geral da instituição, coronel Cláudio dos Santos Feoli, à reportagem do Correio do Povo.

“Tivemos um incremento de efetivo com a formatura dos novos policiais e eles devem ser escalados com vista à proteção das pessoas que buscam adquirir suas compras de fim de ano”, acrescentou.

O coronel Cláudio dos Santos Feoli participou do lançamento em Porto Alegre.“Temos um incremento do efetivo por conta do aumento da circulação de pessoas nas áreas comerciais da cidade. Estamos mais do que nunca direcionando os esforços para cobrir estas áreas e aumentar a sensação de segurança da população através da visibilidade e interferir onde têm mais registro de ocorrências policiais”, explicou o comandante do CPC, coronel Fernando Gralha Nunes.

“Queremos que a população tenha um final de ano tranquilo”, resumiu o oficial. “Sempre estamos analisando para empregar os recursos da melhor forma possível, principalmente no Centro, entornos de shoppings e áreas comerciais, como Azenha e Assis Brasil”, ressaltou o comandante do CPC.

Nesta época do ano, os furtos e roubos a pedestres aparecem com maior frequência. “O furto a pedestre conta com a distração da pessoa…e quando usa a violência e grave ameaça, com arma ou agressão, aí configura o roubo”, esclareceu. “Deve-se evitar ao máximo transitar com dinheiro”, recomendou.

“Temos agora 240 policiais a mais que estão chegando e se apresentando”, revelou ainda o coronel Fernando Gralha Nunes, referindo-se ao contingente recém formado de 865 novos soldados.

Comentários