TUDO PRONTO PARA O VERÃO TOTAL 21/22

Operação RS Verão Total começa no sábado com 3,2 mil agentes da Segurança  Pública - Secretaria da Segurança Pública

Com a expectativa de debandada da população para o litoral gaúcho neste verão, o governo do Rio Grande do Sul reforçou as estruturas de secretarias e órgãos do Estado nas principais praias. No lançamento da Operação RS Verão Total 2021/2022, neste domingo, em Capão da Canoa, o governador Eduardo Leite ressalta que o objetivo é ampliar o acesso aos serviços prestados à população e garantir um veraneio tranquilo.

Embora os números de internações e de novos casos de coronavírus estejam caindo de forma consistente, Leite afirma que é preciso manter a cautela. “É importante que os cuidados se mantenham para que tenhamos um verão seguro também do ponto de vista sanitário. Além de segurança, a estrutura de saúde no litoral recebeu reforço em parceria com os municípios. Estamos preparados para ter um grande verão”, afirma.

Além disso, 1.147 viaturas reforçam as ações de policiamento, fiscalização, salvamento e prevenção. Ranolfo alerta que as autoridades estarão atentas a excessos de comportamento de banhistas à beira-mar. Ele avalia que no ano passado muita gente deixou de ir ao litoral. Por isso acredita que este ano o movimento se ‘intensifique muito’. “Não existe mais aqueles protocolos que existiam anteriormente com relação a número de pessoas. Vivemos um outro momento da pandemia, mas estamos atentos a isso aí. O Gabinete de Crise monitora diariamente o cenário da pandemia no Estado e havendo necessidade de alterarmos qualquer questão nós vamos alterar”, alerta.  

Ranolfo destaca os mais de 5,5 mil policiais que vão atuar na região. “Estamos atentos com esse número de servidores da segurança e qualquer necessidade que tenha faremos o pronto emprego desse pessoal”, afirma. ” A expectativa é de que tenhamos uma excelente edição do verão 2021/22, com todo cuidado para que as pessoas mantenham os protocolos mínimos sanitários ainda necessários. Vamos trabalhar muito também nessa questão da conscientização”, garante.

De acordo com o CBMRS, 950 guarda-vidas vão atuar em 275 postos de salvamentos de praias e balneários. O Litoral Norte contará com 209 guaritas, enquanto o Litoral Sul terá 30. Em águas internas são mais 36. Na Operação Verão 2020/21, foram realizados 769 resgates e salvamentos. Do total, a maioria dos casos envolvia homens com idade entre 31 e 40 anos: 528 homens (68,66%). Outros 241 (31,33%) casos envolviam mulheres, com idade entre 16 e 20 anos. Conforme o CBMRS, durante o veraneio foram 28.616 lesões causadas por águas-vivas.

O chefe da assessoria de Operações do CBMRS, tenente-coronel Isandré Antunes, afirma que houve 12 mortes durante o veraneio. “Registramos dez óbitos na alta temporada e outros dois na baixa”, explica. Outras mortes ocorreram em áreas descobertas em água doce, mas não entram nos registros por afogamento. “É muito difícil afirmar que todas as pessoas que foram encontradas ali realmente morreram afogadas. Podem ter sido situações de crime, questões de mal súbito, suicídio. Por isso não contabilizamos aqueles dados”, destaca.

Comentários