PESQUISADORES GAÚCHOS RECEBEM ALTA CONDECORAÇÃO DA ALEMANHA

Cléo Vilson Altenhofen e Draiton Gonzaga de Souza foram condecorados com a Ordem da Cruz de Mérito

Dois pesquisadores gaúchos e professores de universidades do Rio Grande do Sul receberam a condecoração da Ordem da Cruz de Mérito – um reconhecimento por trabalhos em prol das relações científicas e acadêmicas entre o Brasil e a Alemanha. O doutor em Germanística Cléo Vilson Altenhofen, professor na Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), e o doutor em Filosofia e em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Pucrs) Draiton Gonzaga de Souza, receberam a “mais alta condecoração que a República da Alemanha concede por méritos em prol do bem comum, méritos que estão diretamente ligados à língua alemã“, como definiu o embaixador da Alemanha no Brasil, Heiko Thoms.

Segundo ele, os pesquisadores contribuíram para o fortalecimento nas relações científicas entre os dois países. “O Cléo faz há muitos anos pesquisas muitos importantes sobre a língua alemã no sul no Brasil, principalmente no Rio Grande do Sul. O Draiton também tem muitos méritos, tem sido um parceiro da embaixada da Alemanha durante muitos anos, na divulgação da língua alemã no Brasil”, afirmou

O embaixador acha importante destacar que existe “uma história de cerca de 200 anos de imigração alemã aqui, e um patrimônio muito importante até hoje”. “Tem muitos laços as vezes familiais também entre Alemanha e Brasil. Mas tem outro elemento, o econômico. Hoje, muitas pessoas do Brasil, especialmente do Sul, têm a possibilidade de trabalhar também na Alemanha, especialmente no setor da saúde.

O ensino dos enfermeiros e enfermeiras aqui no País tem uma reputação muito boa”, afirmou Thoms.O professor da Pucrs Draiton Gonzaga de Souza prestou doutorado na Universidade de Kassel, que fica no centro norte da alemã. Segundo Thoms, é um parceiro da embaixada há muitos anos, principalmente na divulgação da língua alemã no Brasil. Ele fez muito trabalho para treinar os professores, ensinar a literatura alemã, e ao mesmo tempo foi parceiro na cooperação jurídica entre os países”. Draiton também foi responsável pelo estreitamento das relações institucionais da Pucrs com a Alemanha, sendo determinante para possibilitar o intercâmbio de estudantes de graduação, mestrado e dourado para o país europeu. “Foi uma atividade intensa. A Alemanha sempre apostou na ciência e aposta nas ciências humanas”, afirmou o pesquisador brasileiro. Doutor em filosofia, Draiton acredita que “seria uma lástima (a retirada da filosofia dos currículos escolares em Porto Alegre), porque a filosofia fomenta pensamento crítico, o que para nós é muito importante”.

Comentários