CHUVA DE METEOROS NO RS

O ápice da chuva de meteoros Oriônidas, que ocorre entre 15 e 29 de outubro neste ano, aconteceu às 3h desta quinta-feira (21), no Hemisfério Sul, e pode ser registrada no Rio Grande do Sul. Rápidos e luminosos, os detritos competiram com o brilho da lua cheia, mas conseguiram deixar uma trilha luminosa no céu do território gaúcho.

O fenômeno acontece anualmente, entre outubro e novembro, porque a Terra passa pela mesma região onde o cometa Halley, que passa pelo sistema solar a cada 76 anos, deixou uma grande quantidade de detritos. Nesse período, alguns destes detritos acabam entrando na atmosfera.

Nesta quinta, ocorreu o auge do espetáculo porque uma maior quantidade de meteoros pode ser vista no céu — cerca de 15 por hora. Durante a madrugada, 24 câmeras estavam em operação no Observatório Espacial Heller & Jung,  localizado em Taquara, sob a atenção do professor Carlos Fernando Jung, um dos proprietários do centro, e diretor da Brazilian Meteor Observation Network (Bramon) na  Região Sul. Segundo ele, o melhor horário para flagrar os movimentos dos meteoros oriônidas é entre3h e 5h, quando os fachos brilhantes podem ser melhor captados.

Comentários