Na foto, presidente da Fetag-RS, Carlos Joel da Silva (3º da esquerda para direita), e vice-presidente, Eugênio Zanetti (1º da esquerda para direita), entregam texto ao governador do Estado, Eduardo Leite, (2º da esquerda para direita) e o secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Lemos
Na foto, presidente da Fetag-RS, Carlos Joel da Silva (3º da esquerda para direita), e vice-presidente, Eugênio Zanetti (1º da esquerda para direita), entregam texto ao governador do Estado, Eduardo Leite, (2º da esquerda para direita) e o secretário-chefe da Casa Civil, Arthur Lemos | Foto: Eduardo Oliveira/Fetag-RS

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS) entregou nesta segunda-feira uma Carta Aberta em defesa da Agricultura Familiar ao governador do Estado, Eduardo Leite, e ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Gabriel Souza.

O documento indica os problemas que ainda são encontrados no campo, como a falta de infraestruturas de estradas, de energia elétrica e de internet no campo, e as dificuldades criadas pelas últimas estiagens e pela pandemia, que levou ao cancelamento de feiras e eventos. Ainda assim, destaca que a categoria segue empenhada em produzir alimentos.

“Temos certeza de que poderemos contar com o governo estadual e o parlamento gaúcho na busca por melhores condições para os agricultores e pecuarista familiares”, declarou o presidente da federação, Carlos Joel da Silva, em nota.

A ação fez parte da Semana da Agricultura Familiar, promovida pela Fetag-RS e pelos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais, que iniciou ontem e se estende até este sábado.

Comentários