GOVERNO DO ESTADO REPASSA 192 MILHÕES PARA RODOVIAS

Governador Eduardo Leite confirma asfalto para Cerro Grande do Sul

As rodovias estaduais que cortam Caxias do Sul e municípios do entorno receberão R$ 192,7 milhões em recursos do tesouro do Estado para obras de recuperação, melhorias de ligações regionais e acessos municipais. Os valores estão previstos no eixo de logística do programa Avançar, anunciado na tarde de quarta-feira (9) pelo governador Eduardo Leite. Ao todo, serão destinados R$ 1,3 bilhão entre este mês e dezembro de 2022 para rodovias de todo o Estado. Dividido em nove regiões, o programa prevê a recuperação de 276 quilômetros de estradas somente na região 3, que contempla a maior parte dos trechos da Serra. O modelo de concessões proposto para a região prevê que a concessionária faça investimentos sem a cobrança de pedágio no primeiro ano de contrato. Com a recuperação encaminhada pelo Estado, porém, a tendência é de que a iniciativa privada receba os trechos concedidos em condições bem melhores do que as atuais. Além das recuperações, o programa Avançar também vai destinar recursos para a conclusão de estradas demandadas há anos por moradores da Serra. Já a ligação entre Antônio Prado e Nova Roma do Sul será concluída com a destinação de R$ 9,2 milhões. O município de Montauri também terá o acesso municipal concluído com o investimento de R$ 15 milhões. A Rota do Sol está contemplada com cerca de R$ 16 milhões para a construção de barreiras de contenção e implantação dos postos de fiscalização tanto na Serra quanto no Litoral. No anúncio, Eduardo Leite afirmou que a disponibilidade de recursos será possível devido a economia de R$ 3 bilhões entre 2020 e 2022 viabilizada pelo Estado com a nova previdência dos servidores. Além disso, a concessão de rodovias também irá gerar receitas extraordinárias, que permitirão investimentos. — Este ano, vamos ter cerca de R$ 1 bilhão de economia na folha e, no próximo ano, mais de R$ 1 bilhão. São cerca de R$ 3 bilhões, considerando 2020, 2021 e 2022. De outro lado, não bastaria isso sem termos as privatizações, porque as privatizações gerarão as receitas extraordinárias que vão sustentar boa parte desse plano de investimentos — ressaltou o governador Eduardo Leite. Alguns trechos na nossa região são: RS-448, entre Antônio Prado e Nova Roma do Sul: R$ 9,2 milhões com conclusão em 2022. RS-126, entre Guabiju, São Jorge e Nova Araçá: R$ 28,1 milhões.

PARA SUPERAR A CRISE BRASIL IMPORTA DA AGENTINA E DO URUGUAI ENERGÉTICA ELÉTRICA

O uso racional da Energia Elétrica – Gestão Energética | BLOG DA ENERGIA
Min. Bento Albuquerque

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou nesta quarta-feira que os brasileiros devem usar os recursos com consciência. Ele participou do programa Voz do Brasil sobre o atual panorama hídrico e energético no Brasil. O país, que está com níveis críticos de reserva hídrica em reservatórios estratégicos, passa pela maior estiagem dos últimos 91 anos. “O governo monitora o setor elétrico brasileiro 24 horas por dia. Estamos planejando para que o país mantenha a sua segurança energética e a energia no menor custo possível”, afirmou o ministro. Segundo Bento Albuquerque, as primeiras ações do governo para combater a crise foram tomadas ainda em 2020, quando havia apenas previsão do atual cenário. “Desde o ano passado, quando observamos que teríamos um período hidrológico desfavorável, iniciamos a importação de energia da Argentina e Uruguai. Também autorizamos despachos de usinas termelétricas para preservar ao máximo os nossos reservatórios”, disse. Sobre as tarifas em bandeira vermelha que são aplicadas em grande parte das regiões metropolitanas, o ministro afirmou que o custo de produção energética de matrizes diferentes da hidrelétrica, como é o caso das termelétricas, é diferenciado e, portanto, acaba sendo mais pesado no bolso do consumidor. “O custo da energia é devido à fonte energética que a produz. Como estamos utilizando termelétricas, o custo da conta de energia está mais caro. Mas assim que voltarmos, o custo voltará a ser menor. Isso orienta o consumidor”, informou Bento Albuquerque. O ministro alertou ainda que a necessidade de gerenciamento estratégico da produção energética brasileira continuará mesmo após o período de crise hídrica, já que o consumo de energia elétrica tende a crescer após longos períodos de seca, “Os nossos reservatórios funcionam como baterias para as hidrelétricas. O princípio é preservar o máximo possível de água, para quando alcançarmos o fim do período seco para gerar energia. Temos que ter potência para se contrapor ao pico de demanda.”

PAGAMENTO DO IPTU VAI ATÉ DIA 15/06

A Prefeitura de Veranópolis, por meio da Secretaria Municipal de Finanças, informa que o vencimento da cota única ou da primeira parcela do IPTU é no dia 15 de junho, próxima terça-feira. Para quem ainda não retirou as guias nos Correios, é possível emiti-las também pelo site da Prefeitura de Veranópolis em www.veranopolis.rs.gov.br, acessando o link ‘Atendimento ao Cidadão – Consulta IPTU’, informando no campo ‘Cadastro’, a inscrição imobiliária disponível no canto superior esquerdo do seu carnê bem como a data limite para pagamento, ou podem ser retirada na Secretaria de Finanças. Aos que não tiverem débitos no imóvel, o desconto é de 3% sobre o imposto, no pagamento da cota única. Quem optar pelo parcelamento deverá efetuar o pagamento da 1ª guia recebida e emitir as demais guias pelo site da Prefeitura. As guias também poderão ser retiradas na Secretaria de Finanças a partir do dia 01 DE JULHO. Todas as informações sobre o IPTU podem ser encontradas junto ao carnê ou esclarecidas pelo telefone (54) 3441-1477.

INSTITUTO FIOCRUZ COLOCA O RS EM ESTADO DE ALERTA COM RELAÇÃO A PANDEMIA

A Fiocruz manteve o Rio Grande do Sul em estado de alerta no combate ao coronavírus. Em boletim do Observatório da Covid-19, divulgado nesta quarta-feira, a Fundação destacou a alta taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Estado. Atualmente, 88% do sistema de Saúde do Estado está ocupado – são 3.047 pacientes em 3.449 vagas – de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES). Além do RS, a Fiocruz também chamou atenção para a situação “preocupante” da maioria das regiões no Brasil. Na avaliação dos pesquisadores, o país vive um cenário de alto risco e segue em elevado nível de transmissão do vírus. A publicação defende a necessidade de se combinar medidas para enfrentamento da pandemia nas próximas semanas, até que a maior parte da população esteja vacinada. Segundo o estudo, a combinação do número alto de casos com uma ligeira queda no número de óbitos e a maior parte dos estados com alta taxa de ocupação de leitos UTI Covid-19 para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS) requer atenção. “Ainda é prematuro considerar que há uma queda sustentável de casos e óbitos ou que estamos entrando em uma terceira onda”, observam. A análise também destaca a mudança no perfil dos internados. Conforme a Fiocruz, em face da vacinação dos idosos e maior exposição de adultos jovens, tem havido uma mudança na faixa etária de pacientes internados, que talvez venha incorrendo em maiores tempos de permanência hospitalar. “Em alguns estados e no Distrito Federal é possível que venha ocorrendo gerenciamento da disponibilização e bloqueio de leitos de UTI, com a manutenção do indicador em patamar elevado. Entretanto, a situação predominante é, indubitavelmente, de descontrole da pandemia”, diz o estudo. 

MAIS VACINAS DA ASTRAZENECA/OXFORD CHEGA AO RIO GRANDE DO SUL

Remessa com quase 365 mil vacinas contra a covid-19 chega ao Rio Grande do  Sul | GZH

Um lote de 219, 5 mil doses da vacina AstraZeneca contra a Covid-19  chegou na noite desta quarta-feira, 9, no Rio Grande do Sul.  A aeronave com os imunizantes aterrissou no Aeroporto Internacional Salgado Filho às 19h25min, em Porto Alegre. O carregamento das vacinas foi recebido por equipes da Secretaria Estadual da Saúde (SES) e pela Polícia Federal. Após o desembarque, as doses foram colocadas em uma Van e seguiram escoltadas por duas viaturas da Polícia Federal até a Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi) da SES, na Capital.   De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (SES), até o final da próxima semana, a SES irá distribuir 537.350 doses de vacinas contra a covid-19 aos municípios gaúchos. Todas elas serão usadas para primeira dose de quem ainda não foi imunizado e, assim, avançar na campanha de vacinação no Estado.  Entre elas, estão doses da AstraZeneca, Pfizer e da farmacêutica Janssen, da Johnson & Johnson, que chegará no início da próxima semana e será a quarta opção de imunização aos gaúchos.

JUNHO VIOLETA – CAMPANHA NACIONAL DE ENFRENTAMENTO À VIOLENCIA CONTTRA PESSOA IDOSA

Durante todo o mês de junho, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Habitação e Longevidade de Veranópolis estará divulgando a “Campanha Nacional de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa: Fortalecendo as redes de proteção de direitos” promovida pela Secretaria Nacional de Promoção de Direitos da Pessoa Idosa – SNDPI/MMFDH. A ação faz parte do Junho Violeta, mês de mobilização da sociedade para a proteção das pessoas com 60 anos de idade ou mais. O objetivo é despertar a sociedade como um todo no processo de sensibilização para coibir, diminuir e amenizar o sofrimento da pessoa idosa contra a violência que essa população vem sofrendo, em especial neste período. Dados do Disque 100 revelam que, só no primeiro semestre deste ano, mais de 33,6 mil casos de violações de direitos humanos foram registrados contra o idoso no país. Em 15 de junho é celebrado o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, conforme declarado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e a Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa no ano 2006. Essa violência pode ser denunciada através dos canais do Disque 100.

HOJE TEM LIBERAÇÃO DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Valor e parcelas da nova prorrogação do auxílio emergencial | Rede Jornal  Contábil - Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal

Caixa Econômica Federal libera nesta quinta-feira o saque em dinheiro da segunda parcela do auxílio emergencial para 2,4 milhões de beneficiários nascidos em julho. Ao todo, foram creditados R$ 500,1 milhões para esse público em 23 de maio. Desde então, só foi possível movimentar o dinheiro pelo Caixa Tem, aplicativo no qual os beneficiários conseguem pagar boletos, comprar pela internet e pelas maquininhas de estabelecimentos comerciais. Além disso, há a opção de girar a grana usando o Pix, sistema de pagamentos instantâneo do Banco Central. A única exceção às transações se dá para os casos de transferência para conta de mesma titularidade. Conforme o Ministério da Cidadania, o modelo de escalonamento das transferências e saques, adotado no ano passado durante a primeira rodada do auxílio emergencial, segue com o objetivo de evitar filas e aglomerações nas agências da Caixa e nas lotéricas. O calendário é dividido em quatro ciclos, de créditos e de saques.

Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 11 milhões neste sábado (13)

MEGA SENA ACUMULOU !

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.379 da Mega-Sena, realizado nesta quarta-feira à noite no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo. Os números sorteados foram 02 – 08 – 26 – 32 – 46 – 56. O próximo concurso, no sábado, deve pagar R$ 42 milhões. A quina teve 72 ganhadores e cada um receberá R$ 35.139,46. A quadra teve 4.222 acertadores e pagará o prêmio individual de R$ 856,07. As apostas podem ser feitas até as 19h do dia do sorteio nas lotéricas de todo o país ou pela internet, no site da Caixa. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Comentários