MINISTÉRIO DA SAÚDE DISTRIBUI MAIS 5,1 MILHÕES DE DOSES DE VACINAS CONTRA A COVID 19

Estados Unidos avaliam doar doses de vacina de Oxford para o Brasil

O Ministério da Saúde começa a distribuir, a partir desta quinta-feira (29), um novo lote com 5,2 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 em todo o país. Ao todo, são 5,1 milhões de doses da AstraZeneca/Oxford, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e 104,8 mil doses da CoronaVac, do Instituto Butantan. Os dois imunizantes são produzidos no Brasil com matéria-prima importada. Também nesta quinta-feira (29), chegará ao Brasil o primeiro lote com 1 milhão de doses da vacina da Pfizer. A remessa faz parte do acordo entre o Ministério da Saúde e a farmacêutica fechado em março para a entrega de 100 milhões de doses de vacinas até o final do terceiro trimestre de 2021. De acordo com o ministério, todos os estados e o Distrito Federal vão receber as novas remessas em uma divisão proporcional e igualitária a partir desta quinta (29). As doses são destinadas para a vacinação de idosos entre 60 e 64 anos, forças de segurança e salvamento e Forças Armadas que atuam na linha de frente da pandemia. Além disso, estão sendo enviadas vacinas adicionais para imunização de trabalhadores da saúde de Santa Catarina.  Esquema vacinal — Segundo o ministério, a estratégia de distribuição de vacinas covid-19 é revisada semanalmente em reuniões tripartites (governos federal, estaduais e municipais), observando as confirmações do cronograma de entregas por parte dos laboratórios. O objetivo é garantir a cobertura do esquema vacinal no tempo recomendado de cada imunizante: quatro semanas para a vacina do Butantan e 12 semanas para as doses da Fiocruz. O Ministério da Saúde reforça para que a população tome a segunda dose da vacina contra a covid-19, mesmo que a aplicação ocorra fora do prazo recomendado pelo laboratório, para assegurar a proteção adequada contra a doença.

GOVERNO DO ESTADO PUBLICA CALENDÁRIO DO RETORNO DAS AULAS

Volta às aulas em 2021, veja as possíveis datas por estado da Federação

O governo do Rio Grande do Sul publicou um calendário de retorno às aulas presenciais, na noite desta quarta-feira. O programa prevê a organização das escolas na sexta-feira e a volta dos alunos às instituições de ensino a partir de segunda-feira. De acordo com nota oficial, a retomada foi escalonada para garantir a preparação dos protocolos de higiene e distanciamento, assim como a volta dos estudantes sem aglomeração. Nas determinações, serão três horas de aulas presenciais e duas horas, remotas. O governo salienta que a atividade presencial ficará a critério das famílias e responsáveis. Os alunos que desejarem, continuarão a recebe o conteúdo de forma remota. “As equipes diretivas das escolas estão autorizadas a receber seus professores e servidores para o encaminhamento de todas as ações voltadas ao retorno dos estudantes, seguindo os protocolos sanitários adotados na pandemia”, enfatiza o informativo. CALENDÁRIO DE RETORNO PARA AS AULAS PRESENCIAIS NA REDE ESTADUAL • Até 30/4 – Organização das escolas • 3/5 – Educação Infantil e 1º e 2º anos do Ensino Fundamental • 5/5 – 3º, 4º e 5º anos do Ensino Fundamental • 7/5 – Anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) • 10/5 – 1º ano do Ensino Médio • 12/5 – 2º e 3º anos do Ensino Médio • 13/5 – Ensino Técnico e Curso Normal Calendário para escolas com somente Ensino Médio, escolas EJA e Neejas, escolas com somente educação profissional e escolas especiais: • 3/5 e 4/5 – Organização das escolas • 5/5 – Aulas presenciais

Comentários