FIOCRUZ RECEBE NESTE SÁBADO INSUMO PARA FABRICAÇÃO DA VACINA NO BRASIL

Os insumos da AstraZeneca necessários para Fiocruz produzir as primeiras doses da vacina contra a Covid-19 de Oxford na unidade de Bio-Manguinhos, no Rio de Janeiro, chegam da China neste sábado, informou o Ministério da Saúde nesta quinta-feira. O voo partirá de Xangai na sexta-feira e deve chegar ao aeroporto do Galeão, no Rio, às 17h50min de sábado, de acordo com a pasta. A matéria-prima é fabricada na WuXi Biologics e estava até então sem data prevista para o envio ao Brasil. A Fiocruz teve, inclusive, que rever o calendário de entrega das primeiras doses devido ao atraso. A fábrica de Bio-Manguinhos já está preparada para o envase de cerca de 15 milhões de doses por mês, mas só não o fez até agora pela falta do IFA (ingrediente farmacêutico ativo). Os planos da Fiocruz, no entanto, permanecem sendo de entregar ao Ministério da Saúde 100,4 milhões de doses até o fim do primeiro semestre. Ainda neste mês, o Ministério da Saúde deve começar a receber 10,6 milhões de doses prontas da vacina de Oxford por meio do consórcio Covax Facility. O país tem contrato para 42,5 milhões de doses. Nesta semana, a Universidade de Oxford divulgou novos dados sobre a vacina. A taxa de proteção atingida  três semanas após a primeira dose chega a 76%, e a 82,4% com a segunda dose em 90 dias. Além disso, os estudos indicam que a vacina é capaz de reduzir em 67% a transmissibilidade do coronavírus entre as pessoas. Os cientistas agora aprofundam as pesquisas para saber a resposta do imunizante contra novas cepas do vírus, como as encontradas no Reino Unido, África do Sul e Brasil.

TEM NOVO MÉTODO DE PESQUISA PARA AFERIR CONTAMINADOS COM COVID 19

Resultado de imagem para teste de sangue covid

O Epicovid19, estudo que busca estimar o número de pessoas que já contraíram o novo coronavírus no Rio Grande do Sul, vai ter mais duas etapas, agora com novo método. A primeira vai ter início nesta sexta, seguindo até a segunda-feira. Além dos testes rápidos e entrevistas, que já faziam parte do estudo, um novo teste de anticorpos para a Covid-19 passa a ser incluído. O estudo é coordenado pela UFPel e pelo governo estadual. O funcionamento da pesquisa segue o mesmo, com entrevistadores coordenados pelo Instituto de Pesquisa e Opinião. O grupo vai visiitar 4,5 mil residências em nove municípios gaúchos (Canoas, Caxias do Sul, Ijuí, Pelotas, Passo Fundo, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Maria e Uruguaiana). Os moradores são convidados a realizar os testes e responder a um breve questionário sobre ocorrência de sintomas e acesso a serviços de saúde. Em um estudo comparativo realizado pelos pesquisadores da UFPel, o teste batizado de S-UFRJ apresentou alta sensibilidade e estabilidade – em torno de 92% – para detectar anticorpos mesmo após cinco meses da infecção. Os testes rápidos já utilizados nos estudos populacionais mostraram quedas substanciais de sensibilidade para identificar anticorpos depois de três a quatro meses da infecção. A partir de um único furo na ponta do dedo do participante, o entrevistador coleta as amostras tanto para o teste rápido quanto para o novo. No caso do S-UFRJ, três gotas da amostra sanguínea são depositadas em sequência em uma fita de papel filtro.

Resultado de imagem para tragédia de brumadinho mg

TRAGÉDIA DE BRUMADINHO, MG GERA ACORDO BILHONÁRIO

Resultado de imagem para tragédia de brumadinho mg

A mineradora Vale e o governo de Minas Gerais assinaram, na manhã desta quinta-feira, um acordo de R$ 37,68 bilhões pelas perdas sociais e econômicas geradas pela tragédia do rompimento da barragem de Brumadinho, em janeiro de 2019. A reunião, com mediação do presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), Gilson Soares Lemes, ocorreu na sede do tribunal em Belo Horizonte. A tentativa de acordo começou ainda no ano passado, com a rejeição por parte do governo de duas propostas. O Estado pedia R$ 54 bilhões e a mineradora ofereceu, R$ 16,5 bilhões e depois R$ 29 bilhões, em dois encontros com mediação do TJMG. No encontro, também estavam presentes o governador de Minas, Romeu Zema (Novo), o presidente da ALMG, Agostinho Patrus e membros do Ministério Público. Zema chamou a atenção pelo ineditismo do valor assinado. Na tragédia, ocorrida em 25 de janeiro de 2019, cerca de 12 milhões de metros cúbicos de rejeitos vazaram após o rompimento de uma barragem na Mina Córrego do Feijão, gerando destruição e danos a comunidades e ao meio ambiente de Brumadinho e de outras cidades da calha do Rio Paraopeba. Desde então, foram resgatados 259 corpos de vítimas da tragédia, sendo que muitas ainda encontram-se desaparecidas.

Resultado de imagem para cidades empreendedoras premio

CAXIAS DO SUL É DESTAQUE NACIONAL

Caxias do Sul é um dos destaques da quinta edição do Índice de Cidades Empreendedoras 2020, elaborado pela Endeavor em parceria com a Enap (Escola Nacional de Administração Pública). As 100 cidades mais populosas do Brasil são avaliadas em sete aspectos: ambiente regulatório, infraestrutura, mercado, acesso a capital, inovação, capital humano e cultura empreendedora. No item inovação, Caxias do Sul levou a medalha de prata, ficando atrás somente de Florianópolis. Segundo o levantamento, o resultado do município deve-se “ao tamanho de sua indústria inovadora e ao número de patentes”. O documento destaca a inovação como uma das alavancas do crescimento da indústria local nos últimos anos. “Temos visto recentemente diversas iniciativas na nossa cidade que justifica esse resultado, tanto na área de tecnologia especificamente quanto em outros setores, que estão tendo um olhar de inovação para seus projetos e processos”, afirma o prefeito Adiló Didomenico. No ranking de cidades empreendedoras, Caxias do Sul ocupa a 29ª colocação, com um índice geral de 6,543160. A primeira colocada é São Paulo, com 9,505917 e a última é Caruaru, com 4,034871.

PACIENTES DE RONDONIA INTERNADOS NO RS VOLTAM PARA CASA CURADOS

Desde o início da pandemia, acompanhar a recuperação dos que foram infectados pela Covid-19 é um momento de emoção. E não seria diferente para os pacientes vindos de Rondônia para tratamento no Rio Grande do Sul e agora já recuperados da doença. Seis homens e duas mulheres, com idades entre 47 e 76 anos, embarcaram em Porto Alegre na tarde desta quinta-feira (4) em uma aeronave do Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia, rumo às suas casas. Os pacientes estiveram internados nos hospitais de Clínicas, Vila Nova e Conceição, na Capital. O RS começou a receber em janeiro pacientes clínicos que precisavam de oxigênio e de outras demandas. Rondônia estava se aproximando de uma situação de pré-colapso também a falta de leitos de UTI e de médicos para atender ao agravamento da pandemia. Ao todo, já tiveram alta 14 pacientes vindos de Rondônia para receber assistência no Estado.

Resultado de imagem para live bolsonaro

BOLSONARO DISCUTE HOJE COM MINISTROS O PREÇO DOS COMBUISTÍVEIS – O presidente Jair Bolsonaro afirmou na quinta-feira (4) que convocou uma reunião com o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, e pelo menos três ministros para discutir o preço dos combustíveis. O encontro será realizado na manhã desta sexta-feira (5) em Brasília.  “Amanhã, sexta-feira [5] vou ter uma reunião envolvendo o ministro da Infraestrutura [Tarcísio Gomes de Freitas], da Economia [Paulo Guedes], das Minas e Energia [Bento Albuquerque] e o presidente da Petrobras para falar de combustível”, disse Bolsonaro durante sua live semanal transmitida nas redes sociais.

Comentários