RGS LIVRE DA FEBRE DE AFTOSA

Comitiva do Rio Grande do Sul se reuniu nesta quarta-feira (19), em Brasília, com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina (foto), para a formalização do Rio Grande do Sul como zona livre da febre aftosa sem necessidade de vacinação. O governador Eduardo Leite(foto) e a ministra assinaram um termo de compromisso pela manutenção do Estado nessa condição, oficializada pelo ministério na semana passada, mediante instrução normativa. Esperamos que, com a certificação que confiamos que virá da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), possamos abrir novos mercados e, assim, gerar mais emprego e renda no Estado”, afirmou o governador. A estimativa é de que em torno de 12,5 milhões de cabeças, entre bovinos e bubalinos, deixem de ser vacinadas no Estado. Tampouco será necessária a aplicação de 20 milhões de doses anuais de vacina, uma vez que a imunização ocorria em duas etapas: rebanho geral e para animais com até 24 meses. A ministra Tereza Cristina cumprimentou o governo estadual e os produtores rurais pela conquista e reforçou o apoio da pasta à qualificação da cadeia produtiva. “O Ministério da Agricultura sempre vai apoiar o trabalho de vocês. Queremos ajudar a abertura de novos mercados, que pagam melhor, mas que exigem uma qualidade maior. Qualidade essa que o rebanho gaúcho tem graças ao trabalho de todos que se envolvem com o setor”, afirmou.

GOVERNO FEDERAL AMPLIA PRAZO PARA OPERAÇÕES DE CRÉDITO

O governo federal prorrogou por três meses o prazo para que as instituições financeiras formalizem operações de crédito no âmbito do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), criado por lei em maio para atender o setor durante a pandemia do novo coronavírus. A portaria destaca que a decisão leva em conta a autorização concedida pelo Congresso Nacional, por meio da aprovação do Projeto de Lei de Conversão nº 28 de 2020, em fase de sanção, para que a União efetive aporte adicional de R$ 12 bilhões no Fundo de Garantia de Operações (FGO) destinados a concessão de garantias no âmbito do Pronampe. Como o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) já mostrou, o Pronampe é até o momento o único programa de crédito do governo que foi bem-sucedido na crise. Os R$ 18,7 bilhões disponibilizados em um primeiro momento do programa se esgotaram rapidamente, sendo efetivamente emprestados a pequenas empresas em dificuldades. Os resultados da pesquisa se somam a outros estudos que também comprovam a relação entre Covid-19 e transtornos mentais. 

CORONACIRUS: ANVISA APROVA NOVA VACINA

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou nesta terça-feira (18) a realização de estudos clínicos no Brasil de mais uma potencial vacina contra Covid-19. A autorização foi dada para uma vacina em desenvolvimento pela Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson. Esse é o quarto estudo de vacina contra a doença aprovado no país. O novo teste aprovado é da chamada fase 3 (a última antes do licenciamento da vacina), quando são feitos estudos com um grupo maior de pacientes para validar dados de segurança e avaliar a eficácia da imunização. No início de agosto, um outro estudo feito em um hospital da Itália mostrou que 55% dos 402 pacientes internados em decorrência da Covid-19 desenvolveram ao menos um transtorno psicológico. A previsão é que o estudo inclua até 60 mil voluntários, 7.000 deles no Brasil. Os testes serão aplicados em 20 centros de pesquisa distribuídos nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Norte.

INSS TESTA PROVA DE BIOMETRIA FACIAL

Cerca de 500 mil beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em todo o país começam hoje a testar a prova de vida por biometria facial. Nos próximos dias, segurados selecionados pelo órgão começarão a ter acesso ao sistema de reconhecimento facial. A prova de vida digital será feita nos aplicativos do Governo Digital (Meu gov.br) e Meu INSS com o uso da câmera do celular do cidadão. Como se trata de um projeto piloto, o ícone para a prova de vida digital só estará disponível para os usuários escolhidos. A partir de hoje, o INSS fará contatos com segurados por SMS, e-mail e telefone, convidando para a iniciativa. Para evitar fraudes e ter a certeza de que o segurado está sendo contatado pelo INSS, o órgão informa que o remetente que enviará o SMS será identificado como 280-41.  Qualquer mensagem sobre prova de vida com origem em números diferentes deve ser ignorada. Quem tiver dúvidas pode ligar para o número 135 e conferir se a notificação é verdadeira. O procedimento será feito da seguinte maneira. Primeiramente o usuário abrirá o aplicativo Meu INSS e clicará no ícone “Prova de Vida”, no canto esquerdo superior da tela. Em seguida, entrará no aplicativo Meu gov.br digitando o CPF e clicará na opção “Autorizações” e seguirá as demais instruções do aplicativo. O aplicativo Meu gov.br fará uma pergunta relacionada a algum documento do segurado, como título de eleitor ou carteira de motorista. Basta respondê-la, e autorizar o programa a tirar fotos e gravar vídeos. A câmera do celular abrirá, e o aplicativo pedirá comandos para o usuário, como sorrir e virar a cabeça. O usuário retornará ao aplicativo Meu INSS e clicará novamente no botão da “Prova de Vida”. Lá será possível confirmar se a biometria deu certo. Como o INSS usará a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral, só serão escolhidos segurados com carteira de motorista e título de eleitor.

Comentários