Morre o frei veranense Vilson Pasquali

Nasceu aos 04 de junho de 1941, em Veranópolis – RS, filho de Domingos Pasquali e Maria Tedesco Pasquali. Entrou no seminário em 21 de junho de 1965. Fez curso de piloto e, uma vez aprovado, desempenhou as atividades de piloto no Aéreo Clube de Veranópolis.

No dia 04 de outubro de 1967, em Flores da Cunha – RS, celebrou sua Profissão Religiosa Temporária. Já a Profissão Religiosa Perpétua foi celebrada na capela da Granja São José, André da Rocha, em 08 de dezembro de 1972. No ano de 2017 frei Vilson celebrou seus 50 anos de Vida Religiosa como capuchinho.

Ao longo da vida participou de diversos cursos de artes gráficas e reproduções fotográficas, em Porto Alegre – RS e São Paulo – SP. Em 1979, na Paróquia Imaculada Conceição, em Caxias do Sul – RS, recebeu de Dom Benedito Zorzi o mandato de Ministro Extraordinário da Eucaristia. Em Garibaldi – RS, no ano de 1981, participou do curso “Mundo Melhor”.

Sua vida simples e alegre foi partilhada em diversas fraternidades da Província Gaúcha, bem como em diferentes tarefas, exercidas na Editora São Miguel, nas emissoras de rádio, nos Conventos e, também, na ACPMen (Associação Centro de Promoção do Menor), no bairro Santa Fé, em Caxias do Sul.

Seu corpo foi velado, durante algumas horas, na Funerária São Paulo de Lagoa Vermelha, onde houve, às 13 h, uma celebração eucarística e, logo após, Frei Vilson Pasquali foi transladado para Veranópolis, sua terra natal, onde foi celebrada missa de corpo presente, às 17h, presidida pelo ministro provincial dos Capuchinhos do RS, Frei Nilmar Carlos Gatto. O sepultamento ocorreu no jazigo dos Freis Capuchinhos, no cemitério municipal de Veranópolis.

Comentários