Cinco são investigados por terem sido beneficiados no concurso da prefeitura de Bento

Pelo menos cinco pessoas são investigadas por terem sido beneficiadas no concurso da prefeitura de Bento Gonçalves, realizado em março deste ano. A Operação Cobertura é conduzida pelo Ministério Público (MP) Estadual. As informações são do jornal Pioneiro.

Na manhã desta sexta-feira, o promotor Mauro Rochemback concedeu uma entrevista coletiva em Bento, acompanhado por Alécio Silveira Nogueira, 1º promotor civil. Conforme Rochemback, o certame foi realizado pela empresa IDRH, que não possui contrato social para a realização de concursos públicos.

A investigação conta, ainda, com um e-mail anônimo enviado para o MP de Bento, indicando os nomes de pessoas que seriam aprovadas no teste. A mensagem foi encaminhada antes da divulgação das notas. Dois dos citados não foram aprovados.

Os investigados foram ouvidos e todos negaram participação. Segundo Rochemback, os aprovados argumentaram que conquistaram bom resultado por terem estudado. Ainda de acordo com o promotor, as questões de legislação eram elaboradas por uma pessoa com ensino médio. Na próxima segunda-feira, o promotor Rochemback deve ouvir Rafael Paludo, ex-secretário de Administração do município, que foi exonerado após suspeitas de envolvimento na fraude.

A prefeitura de Bento suspendeu o concurso ao tomar conhecimento de irregularidades.

Fonte: Rádio Gaúcha

Comentários

Deixe um comentário