Hospital adere a movimento e reduzirá atendimento nesta quarta

No dia 06 de maio, em 220 municípios do Estado, as Santas Casas e Hospitais Filantrópicos estarão realizando diversas atividades para chamar atenção da comunidade sobre a situação crítica que estão inseridas. Agravada, especialmente, de outubro de 2014 até agora, as 245 instituições de saúde sem fins lucrativos do RS deixaram de receber do Governo do Estado mais de R$ 207 milhões.

Responsáveis por mais de 70% do atendimento SUS no Estado e empregadores de 65 mil funcionários, os hospitais filantrópicos escolheram o dia 06 de maio para realizar diversas atividades nos municípios onde estão inseridos. Entrega de panfletos, cartazes pelo hospital, abraço à instituição, apresentações da realidade para a comunidade e a suspensão dos atendimentos eletivos do Sistema Único de Saúde são alguns dos exemplos das atividades programadas para este dia.

Para o presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Rio Grande do Sul, Francisco Ferrer, as 245 Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, por sua missão, mantiveram o atendimento pleno aos gaúchos, mesmo com o descaso dos entes governamentais. A partir de agora, caso a saúde não seja tratada com a prioridade que precisa, não haverá outra solução a não ser o fechamento de leitos, diminuição da assistência, demissões e outras formas de adequar as instituições à nova realidade de corte de recursos.

O Hospital São Peregrino Lazziozi, de Veranópolis, também aderiu ao movimento. Os servidores da casa irão trabalhar nesta quarta-feira, dia 06, com uma tarja preta na roupa e atenderão apenas casos mais urgentes. Segundo o diretor da casa de saúde, Rogério Franklin da Silva, o hospital está deixando de receber, em média, R$ 54 mil por mês do Governo Estadual.

Fonte: www.veragora.com.br

Comentários

Deixe uma resposta