Amesne registra em livro sua história de união, trabalho e progresso

A atual diretoria da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste ? entidade que completa 50 anos em 2016 ? sentiu a necessidade de compilar, num único documento, a história de grandes nomes do cenário político regional que atuaram em prol de inúmeras causas coletivas e, ainda, apresentasse os dados de cada município que dela fazem parte.

Desta forma, na última segunda-feira (27), cerca de 150 pessoas, em especial lideranças políticas do Estado e da Região, se reuniram na sede social do Clube Cerca, de Nova Araçá, para prestigiar o lançamento do livro ?Amesne ? Uma História de União, Trabalho e Progresso?.

Além de reunir inúmeros presidentes que ajudaram a construir a história da entidade, o evento contou com a presença do deputado estadual, que também presidiu a Amesne, Vilmar Perin Zanchin, do presidente da Famurs, Seger Menegaz inúmeros prefeitos, o presidente do Corede Serra, José Antônio Adamoli, o presidente da CICS Serra, Edson Morello, o presidente da Corag, Vinícius Ribeiro, entre outros.

O evento iniciou com a entrega de uma placa de homenagem aos presidentes de todas as gestões, muitos deles representados por familiares, que também receberam o livro, motivo pelo qual todos estiveram reunidos. Após, foram ouvidos depoimentos calorosos e empolgantes, como o do quinto presidente da entidade, à época prefeito de Marau, Severino De Toni.

Emocionado, De Toni falou sobre a diferença existente na comunicação da época e atualmente, das dificuldades encontradas para chegar até as cidades, para realizar as reuniões, mas que sempre foram superadas com muita união e respeito entre adversários políticos que se abraçavam e ainda se abraçam como irmãos, porque defendiam uma causa maior, que é o progresso da região que representam. Bastante orgulhoso com o momento e, principalmente, em ter feito parte da história, o Prefeito encerrou seu discurso enfatizando ser sabedor de que as dificuldades ainda são existentes, apesar de todos os recursos, mas que a união continua perpetuando, o que ficou evidente no prestígio dado a todos que puderam participar de tão importante oportunidade. E como todo bom gaúcho, De Toni foi ovacionado ao encerrar sua fala com a famosa frase ?Não tá morto quem peleia?.

Na sequência, o presidente da Famurs, Seger Menegaz, ressaltou a importância da Amesne para o Estado. ?Esta é uma das principais Associações de Municípios do Rio Grande do Sul. É uma Associação forte, organizada, batalhadora, que conta com pessoas incansáveis na busca por ideais da coletividade?, disse Menegaz. O Presidente salientou ainda que o trabalho desenvolvido pelas associações é de extrema importância principalmente para os pequenos municípios, que muitas vezes não têm força para solucionar demandas que podem ser úteis para toda uma região.

O deputado estadual Vilmar Perin Zanchin, que também presidiu a Amesne na época em que foi prefeito de Marau, agradeceu a homenagem e enalteceu a iniciativa do presidente Aícaro Umberto Ferrari, pois muitas informações vão se perdendo com o tempo e somente o registro no papel é que dá a certeza de que algo realmente aconteceu ou existiu. ?Este registro é de uma grandiosidade ímpar. Todos que deram sua contribuição, e os que ainda darão, deverão fazer parte deste histórico que representa com toda certeza a união, o trabalho e o progresso da área de abrangência da Amesne?, disse, parabenizando a toda diretoria.

Finalizando os pronunciamentos, bastante feliz com o prestígio das autoridades que puderam participar do evento realizado na cidade que administra, o presidente da Amesne, Aícaro Umberto Ferrari frisou o sentimento de dever cumprido pelo resgate da história da Associação desde os primórdios até os dias atuais. ?É um momento de olhar para o passado com gratidão e com a pretensão de ser um resgate historiográfico pormenorizado e completo, de quem conduziu a Amesne desde a sua fundação até os dias de hoje. Se não tivermos consideração a quem de maneira pretérita a constituiu e seus propósitos, dificilmente nossa Associação terá um diagnóstico correto para planejar ações futuras. Este é, portanto, um marco de nossa entidade: estender uma homenagem aqueles que conduziram a nossa entidade até os dias de hoje?, explanou o Presidente.

Ferrari disse ainda que registrar tal história é uma forma de reconhecimento e um presente para as famílias de todos os gestores que passaram pela Amesne e muitas vezes não receberam o devido reconhecimento. ?São pessoas que deixaram de lado suas rotinas pessoais para realizar um trabalho voluntário, que atende aos importantíssimos, interesses de toda uma região. Essa é uma causa que merece ser lembrada. Uma história de união, trabalho e progresso, uma história de uma associação exemplar, que ficará para sempre e que merece ser contada?, finalizou.

Fonte: www.veragora.com.br

Comentários

Deixe um comentário