GOVERNO DO ESTADO PUBLICA DECRETO DO “SISTEMA 3 AS”

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 14182643_1966404_GDO.jpg

O governo do Rio Grande do Sul publicou o decreto com o novo sistema de monitoramento da pandemia no Estado. O “Sistema 3As de monitoramento” entrou em vigor à meia-noite deste domingo e substitui o modelo do Distanciamento Controlado, usado ao longo de 2020 e este ano, onde aumenta o diálogo com as prefeituras e se adequa ao novo momento, considerando também o ritmo da vacinação. O sistema de monitoramento mede indicadores que apontam os riscos de aumento da propagação e de colapso do sistema de saúde. As regras matemáticas não são pré-determinadas e uma equipe técnica, representada pelo Grupo de Trabalho (GT) Saúde do Comitê de Dados do governo do Estado, ficará responsável por emitir “Avisos” às regiões e alertas ao Gabinete de Crise, que poderá confirmá-los ou não. Boletins diários são gerados por regiões e disponibilizados no site oficial do sistema, disponível neste link.  Em situação de “Alerta”, a região tem 48 horas para responder sobre o quadro regional da pandemia e apresentar um plano de “Ação” a ser tomado como, por exemplo, adoção de protocolos mais rígidos, ações de fiscalização, entre outras iniciativas. Se o Gabinete de Crise considerar adequada a resposta da região, o Plano de Ação é imediatamente aplicado, e a região segue sendo monitorada pelo Gabinete de Crise e GT Saúde. Se o Gabinete de Crise não considerar adequada a resposta, o governo do Estado poderá estipular ações adicionais a serem seguidas na região. Protocolos —- “Tenho confiança que essa intervenção não se fará necessária”, pontuou o governador Eduardo Leite durante o anúncio na sexta-feira. Segundo ele, na prática o modelo vai funcionar a partir de protocolos gerais obrigatórios, que serão definidos pelo governo do Estado e devem ser seguidos por todas as atividades em todos os municípios. Além disso, o sistema também conta com protocolos específicos para as atividades, que se dividem em obrigatórios e variáveis.

Os 3As

Aviso

  • Quando detecta uma tendência, o grupo de trabalho da Saúde emite um aviso para a equipe técnica da região. 
  • Ao detectar outras situações, como redução no ritmo da vacinação ou registro instável de dados, o GT Saúde também emitirá um aviso para a equipe técnica da região. 
  • Quando recebe um aviso, a região deverá redobrar sua atenção para o quadro da pandemia, sendo opcional adotar novas medidas.

Alerta

  • Quando detecta uma tendência grave, o GT Saúde informa o Gabinete de Crise sobre a necessidade de emitir um alerta para a região. 
  • Se o Gabinete de Crise decide não emitir alerta, a região segue em monitoramento até a próxima reunião do GT Saúde.

Ação

  • Se o Gabinete de Crise decide emitir alerta, a região terá 48 horas para responder sobre o quadro regional da pandemia e apresentar uma proposta de ações a serem tomadas (adoção de protocolos mais rígidos, ações de fiscalização etc.).
  • Se o Gabinete de Crise considerar adequada a resposta da região, a proposta é imediatamente aplicada, e a região segue sendo monitorada pelo GT Saúde.
  • Se o Gabinete de Crise não considerar adequada a resposta, o Governo Estadual poderá estipular ações adicionais a serem seguidas na região em situação de alerta.

HOJE TEM SEGUNDA DOSE DE CORONAVAC PARA PESSOAS COM 69 ANOS OU MAIS

A Secretaria da Saúde Veranópolis informa que segunda-feira, hoje, dia 17, estará disponível a segunda dose da vacina contra a Covid (CORONAVAC – laboratório Butantan) para os idosos com 69 anos ou mais, que receberam a primeira dose da imunização antes do dia 26 de março. A vacinação iniciou a partir das 8 horas e tem como encerramento às 16 horas , os longevos devem buscar o posto de saúde onde realizaram a primeira dose da vacina, para completar a imunização contra a Covid-19. É necessário levar o cartão de vacinação e documento de identificação. Esclarece a Secretaria de Saúde que o município recebeu poucas doses do imunizante, portanto as vacinas serão aplicadas até durarem o estoque.

APÓS QUEDA MÉDIA DE MORTES VOLTA A SUBIR POR COVID 19

Covid-19: Brasil registra 2,2 mil mortes nas últimas 24 horas

Após 15 dias de queda, a média móvel de mortes por covid-19 voltou a subir neste domingo, 16. A média semanal de mortes, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou em 1.915 neste domingo, superando o resultado de 1.910 do sábado, 15. Este é o sexto dia consecutivo que o índice ficou abaixo de 2 mil. Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 971 novas mortes pela covid-19. O número de novas infecções notificadas foi de 15.625.218. No total, o País chegou a 435.823 óbitos pela doença desde o início da pandemia. Os dados são reunidos pelo consórcio de veículos de comunicação a partir dos registros das secretarias estaduais de Saúde. O consórcio é formado pelo jornal O Estado de S. Paulo, G1, O Globo, Extra, Folha de S.Paulo e UOL. O cálculo da média móvel é feito com base em dados dos últimos sete dias e serve para corrigir distorções provocadas por variações em registros. Ministério da Saúde — Por sua vez, o Ministério da Saúde informou que foram registrados 40.941 novos casos e mais 1.036 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas. No total, segundo a pasta, são 15.627.475 pessoas infectadas e 435.751 óbitos. Os números são diferentes do compilado pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

CAIXA FINALIZA HOJE CALENDÁRIO DO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Auxílio Emergencial 2021: Caixa libera hoje movimentação da 1ª parcela para  nascidos em novembro

O governo federal finaliza nesta segunda-feira (17) o calendário para saques da primeira parcela do auxílio emergencial 2021. Mais de 2,3 milhões de pessoas inscritas pelo CadÚnico ou aplicativo da Caixa, nascidas em dezembro, já podem resgatar a grana em espécie ou fazer transferência. De acordo com o Ministério da Cidadania, a grana da primeira parcela chegou a um total de 39,1 milhões de famílias, menos dos que os 45,6 milhões estimados inicialmente. Além daqueles contemplados via aplicativos e meios digitais e os inscritos no CadÚnico, os números também levam em conta os beneficiários do Bolsa Família. O governo federal explica que os dados são atualizados pela pasta da da Cidadania com informações da Secretaria Nacional do Cadastro Único e da Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. Os valores aos aniversariantes de dezembro foram depositados em 29 de abril em conta digital, em um total de R$ 484,71 milhões e, desde então, só pôde ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem. Pelo sistema, os beneficiários conseguem pagar boletos, comprar pela internet e pelas maquininhas de estabelecimentos comerciais. Agora, o auxílio foi liberado para saque e transferência. Outra opção é girar o dinheiro usando o PIX, sistema de pagamentos instantâneo do Banco Central. A única exceção às transações se dá para os casos de transferência para conta de mesma titularidade. Na soma com o público de aplicativos e Cadastro Único, foram R$ 8,9 bilhões em repasses apenas para a primeira parcela. Neste domingo (13), começou o calendário de depósito da segunda cota do benefício para o público geral. De acordo com o governo federal, para o público do auxílio emergencial 2021 incluído no Bolsa Família, nada muda. Os repasses continuarão sendo feitos conforme o calendário habitual do programa do Ministério da Cidadania. Em maio, o início dos repasses será nesta terça-feira (18). Desde 2 de abril, as pessoas que se inscreveram pelos meios digitais da Caixa e os integrantes do Cadastro Único do governo federal podem conferir se têm direito a receber o benefício pelo site  www.cidadania.gov.br/auxilio. Para quem teve o cadastro negado nesta data, o prazo para contestar a decisão já terminou. As estimativas apontam que os novos pagamentos vão injetar R$ 44 bilhões na economia nacional. Desta vez, no entanto, o impulso para conter um tombo maior da economia em 2020 será usado por 98% dos moradores de favelas no Brasil para a compra de alimentos.

GAÚCHA FICA EM SEGUNDO NO MISS UNIVERSO

Julia Gama opina sobre barraco no Miss Amazonas | Fabiano de Abreu
Julia Gama, em Flórida, EUA
Eleita a Miss Brasil 2020: conheça a gaúcha Julia Gama - Blog Social 1
Miss Brasil 2020, Julia Gama

A mexicana Andrea Meza foi coroada Miss Universo neste domingo (16) na Flórida, em uma cerimônia em que a representante da Mianmar denunciou, no palco, o sangrento golpe militar em seu país. O concurso voltou a acontecer, após ter sido cancelado pela primeira vez, em 2020, devido à pandemia do coronavírus. Andrea, de 26 anos, terminou em primeiro, seguida da gaúcha, nascida em Porto Alegre, Julia Gama e da peruana Janick Maceta, em noite de gala apresentada pelo ator americano Mario López e pela ex-Miss Universo Olivia Culpo.  As ex-candidatas Cheslie Kryst, Paulina Vega e Demi-Leigh Tebow (que ganhou o título em 2017) participaram como analistas e comentaristas, enquanto um painel de oito mulheres determinou a vencedora deste ano. Usando um vestido de noite vermelho brilhante, Meza caminhou pela passarela, com lágrimas nos olhos, como Miss Universo pela primeira vez, antes de um abraço coletivo com as demais concorrentes. Andrea Meza superou mais de 70 candidatas do mundo inteiro nesta 69ª edição do Miss Universo, realizada no Hard Rock Hotel & Casino em Hollywood, no estad da Flórida.  Nos dias anteriores à competição final, a Miss Mianmar Thuzar Wint Lwin, que ficou entre as 21 finalistas, usou seu tempo no palco para chamar a atenção para o golpe de Estado em seu país. “Nosso povo está morrendo e sendo baleado pelos militares todos os dias”, disse ela durante seu vídeo biográfico, no qual mostrou fotos suas participando dos protestos antigolpe.  “Portanto, gostaria de pedir a todos que falem sobre Mianmar”, completou. A representante birmanesa ganhou o prêmio de melhor traje nacional. Nesta parte do concurso, ela apareceu com uma cartaz que dizia “Rezem por Mianmar”. Em 1º de fevereiro, os militares derrubaram a líder civil Aung San Suu Kyi. Desde então, pelo menos 796 pessoas foram mortas pelas forças de segurança, segundo uma ONG local, enquanto quase 4.000 pessoas estão presas.

BALNEÁRIO DO RETIRO TEM OBRAS DE REVITALIZAÇÃO

A Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, em parceria com a Secretaria de Infraestrutura, iniciou as reformas para revitalização do Parque Municipal do Retiro, conhecido como Balneário do Retiro. As obras iniciaram na última sexta-feira, dia 14 de maio, com a retirada das diversas mesas e estruturas de canteiros. Nesta segunda-feira, as equipes seguem trabalhando com a retirada das churrasqueiras localizadas em diversos locais do parque, na sua maioria dentro de Área de Proteção Permanente (APP), conforme Termo de Ajuste de Conduta (TAC), da Promotoria de Justiça de Veranópolis. Também será realizada a limpeza do local, sendo o material retirado reutilizado em outras obras da Administração Pública. Essas ações fazem parte da Etapa 1 do Projeto que contemplará a retirada de estruturas, cercamento, esgotos, lixeiras, recomposição florestal e designação de funcionário para abertura e fechamento do parque. O projeto contemplará ainda a reforma do quiosque, dos banheiros, da área de banho e das escadarias, construção de novo quiosque, sistema de monitoramento, playgrounds, mobiliários (bancos, mesas, lixeiras), paisagismo, dentre outras melhorias.

Comentários