MAIS UMA SEMANA EM BANDEIRA PRETA E COGESTÃO

A ocupação próxima a 100% indica forte pressão sobre o sistema hospitalar, e isso significa que a operação segue acima da capacidade indicada em algumas regiões do Estado. Ou seja, quem precisar de atendimento ainda encontrará uma rede hospitalar lotada. Na contramão, a análise técnica do Gabinete de Crise chamou a atenção para a redução em dois indicadores. De acordo com os dados, houve redução no número de confirmados com Covid-19 em leitos clínicos (-20%), assim como leve queda no número de internados pela doença em leitos de UTI (-4%). Todas as regiões estariam em bandeira vermelha — Pelas médias ponderadas finais de cada região, as 21 regiões Covid estariam em bandeira vermelha, que indica risco alto para o coronavírus. No entanto, devido ao acionamento da salvaguarda estadual, implementada na 43ª rodada, todas as regiões ficaram em bandeira preta. A ferramenta leva em consideração a razão de leitos livres de UTI sobre leitos ocupados por Covid em UTI. Quando a razão estiver menor ou igual a 0,35 a nível estadual, a salvaguarda é acionada, e se sobrepõe a todas as outras regras. As regiões de Santa Rosa, Ijuí e Cruz Alta registraram a menor média ponderada final da rodada, de 1,98. A região de Cachoeira do Sul teve a mais alta média final, de 2,45, seguida por Capão da Canoa, cuja média ficou em 2,43. O ajuste no modelo foi considerado necessário porque, quando a capacidade hospitalar está próxima do limite, alguns dados podem sofrer atrasos de preenchimento devido à sobrecarga das equipes e, além disso, os indicadores de “velocidade do avanço” e de “variação da capacidade de atendimento” se tornam prejudicados – uma vez que, mesmo havendo demanda por leitos, podem não ser preenchidos devido à lotação das áreas Covid dos hospitais. Esse aprimoramento visa melhor refletir e evitar o esgotamento de leitos.

JÁ ESTÃO NO RGS 645.145 DOSES DE VACINAS

No Estado, 1.481.187 pessoas já receberam ao menos uma dose

O maior lote de vacinas contra a Covid-19 já entregue ao Rio Grande do Sul, composto por 645.150 doses da Covishield (Oxford/AstraZenec) e Coronavac (Sinovac), chegou no Estado ontem. O avião com o carregamento aterrissou no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, por volta das 6h22min, e um caminhão com sistema de refrigeração recebeu as ampolas e as transportou à Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), na zona leste da Capital. A segurança do processo foi feita pela Polícia Federal (PF). A remessa será usada na expansão do grupo de idosos, além de cerca de 29 mil trabalhadores da área de segurança e salvamento, inseridos na última quarta-feira entre os prioritários. Parcela da quantia também será reservada à segunda dose. Ao todo, a carga é composta por 600.400 doses da Coronavac, entregues ao governo federal pelo Instituto Butantan, de São Paulo, e 44.750 produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. O Rio Grande do Sul já recebeu 2.216.450 doses de vacina anticovid pelo Ministério da Saúde. Conforme a Secretaria Estadual da Saúde (SES), 1.481.187 pessoas já receberam ao menos uma dose – desses, 305.626 já completaram o esquema com a segunda aplicação. A SES afirma que durante esta sexta-feira fará a distribuição aos municípios. por via aérea – helicópteros da Brigada Militar e da Polícia Civil – e terrestre.

18 MILHÕES DE PESSOAS ESTÃO VACINADAS NO BRASIL

Covid-19: Estudos mostram eficácia de CoronaVac, Pfizer e Moderna; quando  começará a vacinação no Brasil | Jovem Pan

O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou nesta sexta-feira, 2, a 18.853.892, o equivalente a 8,9% da população total. Nas últimas 24 horas, 269.591 pessoas receberam a vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 20 Estados. Desse total, 5.272.023 receberam a segunda dose, 2,49% da população com a vacinação completa contra o novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, 48.479 pessoas receberam essa dose de reforço. Em termos proporcionais, o Mato Grosso do Sul é o Estado que mais vacinou sua população até aqui: 11,34% dos habitantes receberam ao menos a primeira dose. A porcentagem mais baixa é encontrada no Mato Grosso, onde 5,41% receberam a vacina. Em números absolutos, o maior número de vacinados com a primeira dose está em São Paulo (4,72 milhões), seguido por Bahia (1,68 milhão) e Minas Gerais (1,61 milhão).

PESSOAS DE 64 ANOS SERÃO VACINADOS DIA 5

A Secretaria Municipal da Saúde informa que continua a campanha de vacinação contra Covid-19 em Veranópolis. Na segunda-feira, dia 05 de abril, estará disponível a primeira dose da vacina para os idosos de 64 e 65 anos, e possíveis longevos com mais de 66 anos que ainda não se vacinaram. Os idosos deverão se dirigir ao seu Posto de Saúde de referência para receber as vacinas, na terça-feira, no horário das 12h às 17h (período da tarde). Para a vacinação é necessário apresentar os seguintes documentos: ▪ Carteira de Vacinação; ▪ Documento de identificação e CPF; ▪ Cartão do SUS. A Secretaria da Saúde solicita aos idosos a serem vacinados na segunda-feira que se desloquem às unidades de saúde com tranquilidade ao longo do período da tarde, a fim de evitar aglomerações, pois haverá vacinas para todos. ➡ Importante observar o seguinte: As pessoas que irão se vacinar e tiveram resultado positivo para Covid-19, deverão aguardar 30 dias para a realização da vacina. E quem estiver com sintomas de COVID-19, deverá procurar atendimento médico para elucidar o diagnóstico antes de realizar a vacina.

COLETA DE LIXO ELETRÔNICO DIA 6

Na próxima terça-feira, 06 de abril, acontece mais uma ação de coleta de equipamentos eletrônicos em Veranópolis. Neste dia, as pessoas que possuem equipamentos elétricos ou eletrônicos, estragados ou obsoletos, podem realizar o descarte correto dos mesmos. Haverá um caminhão na Rua São Francisco de Assis – Praça da Gruta, a partir das 9h30min, para recolher aparelhos de informática, telefonia, eletrodomésticos, entre outros. Essa é uma atividade da Prefeitura de Veranópolis, por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, em parceria com o CISGA.

FAÇA SUA APOSTA: HOJE TEM MEGA SENA

O concurso 2.358 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 6 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h deste sábado (3) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. A aposta mínima custa R$ 4,50 e pode ser realizada pela internet – saiba como fazer. Para apostar na Mega-Sena. As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50.

FELIZ PÁSCOA!

Enquanto continuamos trabalhando em Home Office, queremos desejar a todos os que acompanham nossa página e as nossas participações no Jornal da 96, uma abençoada e boa Páscoa com saúde e Paz.

Comentários