RS PRONTO PARA O INÍCIO DA VACINAÇÃO

Ainda que o Ministério da Saúde não tenha definido uma data específica para o começo da vacinação contra a Covid-19 no Brasil, o governo do Rio Grande do Sul trabalha com a projeção de início na segunda quinzena de janeiro e prepara a estrutura necessária para imunizar os gaúchos. Segundo a secretária de Saúde, Arita Bergmann, o Estado já tem logística e planejamento para iniciar imunização. “Assim que a vacina chegar ao Rio Grande do Sul, já temos estrutura e planejamento para começarmos”, afirma Arita, que se reuniu nesta quarta-feira com diretores e técnicos da Secretaria da Saúde (SES) para acertar o detalhamento do plano estadual, em elaboração desde dezembro. De acordo com o governo federal, a distribuição das doses ocorrerá de forma igualitária entre os Estados. Em Manaus, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, garantiu hoje pela primeira vez que o Brasil começará o plano de vacinação contra Covid-19 ainda em janeiro. Segundo ele, serão usadas 8 milhões de doses dos imunizantes desenvolvidos pela Universidade de Oxford/AstraZenca e pelo Instituto Butantan/Sinovac. O Ministério da Saúde já sinalizou que irá começar a imunização após a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Segundo o órgão, as respostas aos pedidos de uso emergencial do Instituto Butantan, com a CoronaVac, e da FioCruz, com a AstraZeneca, irão ocorrer neste domingo. No RS, o Executivo distribuirá aos municípios quantidade proporcional à população a ser vacinada. “Como a quantidade a ser recebida inicialmente talvez não seja suficiente para aplicar as doses em toda essa população de uma vez, teremos de adotar critérios. De qualquer forma, se tivermos que fazer escolhas, os primeiros a receber serão profissionais que trabalham diretamente no atendimento a pacientes Covid. Teremos que nos adequar à quantidade disponível”, ressalta Arita.

ANAC PREPARA REGRAS PARA TRASNPORTE DAS VACINAS

ANAC atualiza regras de certificação e requisitos para centros de instrução  de aviação civil - IBA | Instituto Brasileiro de Aviação

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciou nesta quinta-feira as regras e procedimentos necessários para o transporte de vacinas contra a Covid-19 refrigeradas em gelo seco — que demandam armazenamento em temperaturas mais baixas. A informação consta no Diário Oficial da União (DOU). O texto prevê que somente operadores aéreos certificados para o transporte de artigos perigosos podem fazer o transporte dos imunizantes.  Além disso, deve-se garantir que a concentração de dióxido de carbono gasoso não ultrapasse o nível de 0,5% em volume em compartimentos ocupados por passageiros ou tripulantes. Segundo a portaria, o operador aéreo deve atuar de forma que tente diminuir possíveis riscos às operações de transporte dos imunizantes. 

Foto de Boeing 737400f Prazjazul Cargoeste É O Primeiro Avião Recebe Azul  Cargodurante A Cerimônia Do Partidoazul 10 Anos e mais fotos de stock de  Aeroporto - iStock

CARGO DA AZUL VAI À INDIA BUSCAR VACINAS

Nesta quinta-feira, inclusive, um avião fretado deixa o Brasil com destino a Mumbai, na Índia, para buscar 2 milhões de doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório britânico AstraZeneca. A previsão é de que as doses do imunizante desembarquem no Brasil já no sábado com uma carga estimada em 15 toneladas. As vacinas produzidas pelo laboratório indiano Serum foram adquiridas pelo Ministério da Saúde para garantir o início da vacinação dos brasileiros, previsto para o próximo dia 20.

PREFEITOS SE REUNEM COM MINISTRO DA SAÚDE

Recuperado de desidratação, ministro Eduardo Pazuello recebe alta | Brasil:  Diario de Pernambuco

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e mais de 100 chefes de Executivo de municípios do país se reúnem nesta quinta-feira com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para debater pontos emergenciais para o início da vacinação contra Covid-19. A pauta inclui assuntos como calendário de imunização, planejamento e logística de aquisição e distribuição de insumos. O grupo será encabeçado pelo presidente da FNP, o gestor municipal de Campinas (SP), Jonas Donizette (PSB), que estará na sede do Ministério em Brasília para a reunião, marcada para as 10h30min. A expectativa é que também participem de forma virtual mandatários de todas as capitais do país e de cidades médias. Donizette afirmou que há dois objetivos principais no encontro. O primeiro é colocar a estrutura das cidades à disposição do ministério, já que agentes do Sistema Único de Saúde (SUS) em nível local serão os responsáveis pela aplicação das vacinas, como hoje já acontece em relação a imunizantes contra outras doenças. O segundo objetivo é criar um canal de comunicação com o ministério específico sobre covid-19, para que as cidades possam apontar suas dificuldades e estabelecer uma agenda de reuniões periódicas com técnicos da pasta para, dessa forma, colocar de pé o esquema da vacinação. 

QUASE 30 MILHÕES DE VACINAS JÁ FORAM APLICADAS SEGUNDO A OMS

Momento Histórico: Tem início a vacinação contra a Covid-19 pelo mundo |  Unicamp

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou nesta quarta-feira (13) que um total de 28 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 foram aplicadas até agora no mundo, a grande maioria em países ricos. Dos 46 países que iniciaram suas campanhas de vacinação, 38 são nações de alta renda, disse o diretor do Programa de Emergências da organização, Michael Ryan. “Apenas um país é de baixa renda”, afirmou. “Cinco tipos diferentes de vacinas ou plataformas foram usados”, explicou ele em uma conversa on-line com jornalistas. O novo coronavírus matou mais de 1,96 milhão de pessoas desde o início da pandemia, na China em dezembro de 2019, e mais de 91,5 milhões de casos foram registrados, segundo balanço da AFP. Os números, porém, podem ser inferiores à realidade devido às diferentes metodologias e problemas de registros em diferentes países. A situação atual, com fortes novos surtos na Europa e nos Estados Unidos, é consequência “do que aconteceu nas semanas anteriores”, com as festas de Natal, explicou Maria Van Kerkhove, infectologista à frente da resposta à Covid-19 na OMS.

GOVERNADOR EDUARDO LEITE ENTREGA MAIS LEITOS NO RS

Com o avanço da pandemia do coronavírus, novos leitos vem sendo abertos e reativados. O governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite esteve nesta quarta-feira (13) no Hospital São Vicente de Paulo, em Osório, para a entrega de mais 10 leitos de UTI SUS. É a segunda vez, desde o início da pandemia, que o hospital recebe reforço na estrutura hospitalar. Outros 10 leitos haviam sido liberados em abril do ano passado.  A ampliação de leitos no Litoral Norte chega a 135%. O governador também esteve em Cruz Alta na manhã desta quarta para a abertura de 10 leitos no Hospital São Vicente de Paulo de Cruz Alta. A inauguração nos hospitais faz parte da ação do governo, com a abertura ou reativação de 100 leitos de UTI SUS, iniciada nesta semana.

QUEM NÃO VOTOU, HOJE TEM O ÚLTIMO PRAZO

Confira como justificar em caso de ausência do local de voto

O eleitor que não compareceu às urnas no primeiro turno das eleições municipais de novembro tem até esta quinta-feira (14) para justificar a ausência. Caso o procedimento não seja realizado, será preciso pagar uma multa. Quem não regularizar a situação pode ficar sujeito a restrições. Para o segundo turno, o limite é 28 de janeiro. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recomenda que a justificativa seja feita, preferencialmente, por meio do aplicativo e-Título, disponível para celulares com sistemas operacionais Android ou iOS. O procedimento pode ser feito também pela internet, em um computador, por meio do Sistema Justifica. Ou ainda de modo presencial, no Cartório Eleitoral. Em todo caso, o eleitor precisará preencher um Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), descrevendo porque não votou. O TSE pede que seja anexada documentação que comprove a razão da falta.  Isso porque o RJE pode ser recusado pela Justiça Eleitoral, se a justificativa não for plausível ou se o formulário for preenchido com informações que não permitam identificar corretamente o eleitor, por exemplo. Este é o link para você justificar o sua ausência nas eleições: Sistema Justifica.

AUTORIDADES E GESTORES BUSCAM APOIO JUNTO AO DENIT PARA DUPLICAÇÃO DA BR – 470

DNIT recupera trecho na BR-470 entre Lagoa Vermelha e Barracão

Uma equipe da prefeitura de Bento Gonçalves trabalha para que a duplicação nos dois sentidos do trecho da BR-470, entre o município e Carlos Barbosa, saia do papel. Nesta quarta-feira (13), há uma reunião presencial entre os representantes do poder Executivo da cidade e gestores do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), na sede do órgão federal em Porto Alegre. O foco da solicitação são 23 quilômetros que ligam as duas cidades. O trecho é de importância fundamental para acesso de trabalhadores de grandes empresas da região, além de ser necessário para escoar a produção local. Outra questão é o acesso de turistas pelo mesmo trajeto. O secretário de Governo de Bento, Henrique Nuncio, diz que são registrados congestionamentos na rodovia. A passagem concentra circulação de funcionários somada à problemática de uso de veículos pesados, necessários para transportar os materiais produzidos na região. De acordo com Nuncio, o Dnit trabalha com a prioridade de conclusão da ponte da Guaíba em Porto Alegre. — Estamos intermediando para que seja agilizado. Sabemos que a principal obra do Dnit agora é a finalização da ponte do Guaíba, mas queremos que a  duplicação seja a próxima urgência, que entre como preferência do departamento a execução desse projeto.

Comentários