MAIORIA DOS MANDATÁRIOS MUNICIPAIS VÃO ÀS ELEIÇÕES

Levantamento divulgado pela Federação das Associações dos Municípios do RS (Famurs) mostra que 291 gestores de cidades gaúchas tentarão novo mandato em 15 de novembro. Segundo a pesquisa, 392 do total de gestores municipais que assumiram o cargo na última eleição, em 2016, estão aptos a disputar o segundo mandato. No entanto, 291 manifestaram interesse na reeleição. Ainda assim, de acordo com a entidade, este é um dos maiores índices de busca pela reeleição para chefia de executivos municipais. No pleito anterior, menos da metade dos prefeitos e prefeitas concorreu e 155 foram eleitos novamente. Para o presidente da Famurs e prefeito de Taquari, Maneco Hassen, a escolha dos gestores por um novo mandato representa coragem, além de preocupação com seus municípios e cidadãos, frente ao momento de crise causado pela pandemia, e que deve se manter em 2021. “A partir do ano que vem teremos os reflexos econômicos e sociais de uma crise como esta que estamos passando e que, infelizmente, irá se perpetuar por um tempo. Os prefeitos e prefeitas enfrentarão um aumento de demanda na prestação de serviços públicos, como saúde, vagas na educação e assistência social. São homens e mulheres corajosas, abnegados e preocupados com a sua cidade”, ressalta. O levantamento elaborado pela Famurs também aponta que 101 gestores que poderiam tentar a reeleição optaram por não entrar na disputa novamente. Os motivos para esta decisão são diversos, como articulação política, pressão administrativa ou até mesmo questões pessoais. De acordo com o presidente da Famurs, as principais razões são a dificuldade de se fazer gestão pública, o aumento frquente de responsabilidades e as limitações financeiras.

MAIS UM TRIO GANHA O NOBEL

Os pesquisadores Roger Penrose, Reinhard Genzel e Andrea Ghez são os vencedores do Prêmio Nobel de Física 2020, anunciou a Academia Sueca de Ciências, nesta terça-feira (6), por suas descobertas sobre buracos negros.  Segundo o comitê, Roger Penrose, 81 anos, usou métodos matemáticos engenhosos em sua prova de que os buracos negros são uma consequência direta da teoria geral da relatividade de Albert Einstein. Reinhard Genzel, 68 anos, e Andrea Ghez, 55 anos, conduziram juntos a pesquisa que descobriu um objeto compacto e supermassivo no centro da Via Láctea. Penrose é britânico e atua como professor e pesquisador na Universidade de Oxford, no Reino Unido. Genzel é alemão e dirige o Instituto Max Planck, na Alemanha. Andrea é norte-americana e é pesquisadora e professora da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, nos EUA. “Espero poder inspirar outras jovens garotas nesse campo. É um campo que oferece muitos prazeres, e se você é apaixonado pela ciência, há muito que pode ser feito”, disse a pesquisadora Andrea Ghez após vencer o Nobel de Física. Ghez é somente a quarta mulher a conquistar o Nobel de Física, depois de Marie Curie, em 1903; Maria Goeppert Mayer, em 1963, e Donna Strickland, em 2018. Os três vencedores dividirão o prêmio de 10 milhões de coroas suecas, cerca de R$ 6, 3 milhões, sendo metade para Roger e a outra metade para Genzel e Andrea. A cerimônia presencial de entrega do prêmio aos vencedores, que aconteceria em dezembro, em Estocolmo, foi suspensa neste ano por conta da pandemia de covid-19. Na quarta-feira (7), o comitê organizador do prêmio anuncia a pessoa ou a equipe vencedora de Química. Na quinta-feira (8), o vencedor em Literatura. O Nobel da Paz será anunciado na sexta-feira (9). A premiação termina na segunda-feira (12) com o anúncio do vencedor em Economia.

BRASIL: BEIRA 5 MILHÕES DE CASOS

O Brasil registrou nesta segunda-feira 323 óbitos pela Covid-19 e 11.949 infectados, segundo o novo boletim epidemiológico do Ministério da Saúde. Com a atualização, o Brasil soma 4.927.235 casos confirmados e 146.775 mortes desde o começo da pandemia. O governo federal estima que 4.295.302 (87,2%) pacientes estão recuperados do coronavírus, enquanto 485.258 (9,8%) seguem em tratamento. Esta é a primeira vez desde o começo da pandemia que os casos ativos baixam de 10% em relação ao total dos infectados. Nas últimas semanas, o número vem apresentando constante queda – no começo de setembro, no dia 1°, 669.239 pessoas se tratavam da doença. A taxa de letalidade da Covid-19 no Brasil é de 3%. O ministério aponta que os dados não contabilizam as informações referentes ao Estado de Roraima, onde é feriado nesta segunda-feira. Rio Grande do Norte e do Acre não registraram mortes em decorrência da doença nas últimas 24 horas, segundo as secretarias estaduais. Desde o início da pandemia, mais de 35,3 milhões de pessoas já foram infectadas pela doença em todo o mundo. Do total de doentes, quase 1,040 milhão morreram, segundo a Universidade Johns Hopkins.

BRASIL PODERÁ BATER O RECORD DE TEMPERATURA

O Brasil pode ter um novo recorde histórico de calor nesta semana. Segundo a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), nesta segunda-feira (6) as cidades de Água Clara, em Mato Grosso do Sul, e em Nova Maringá, em Mato Grosso, alcançaram a marca de 44,6°C. O recorde histórico é 44,7°C foi obtido em Bom Jesus do Piauí, em 21 de novembro de 2005. De acordo com a Climatempo, uma intensa onda de calor ainda está ativa sobre o Brasil e mantém as temperaturas muito acima do normal. Temperaturas de 40°C a 45°C ainda podem ser observadas nos estados do Centro-Oeste  e de até 43°C no interior de São Paulo e de Minas Gerais. Áreas do norte do Paraná podem registrar temperaturas em torno dos 40°C. Nesta terça-feira (6), na Região Sudeste, pode chover à tarde e à noite para o leste de São Paulo, incluindo a Grande São Paulo, no centro-sul do Rio de Janeiro, mas na cidade do Rio não deve chover. Também tem chance de pancadas de chuva no Sul de Minas e na Zona da Mata Mineira. Na Região Sul, só deve chover na Grande Curitiba e no litoral, mas com pouca intensidade. No Nordeste, chove rapidamente no litoral entre Alagoas e Rio Grande do Norte e no litoral do Maranhão.  A chuva no país vai ficar quase toda concentrada no Norte e em Mato Grosso.

DONALD TRUMP DEIXOU O HOSPITAL

Donald Trump - perfil do magnata e presidente dos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deixou o Centro Militar Walter Reed e retornou à Casa Branca no início da noite, após passar 72 horas internado para tratamento da Covid-19. Trump chegou de helicóptero à Casa Branca por volta das 19h de Washington, 20h de Brasília. Trump recebeu alta nesta segunda-feira, mas não está completamente curado da Covid-19. Ele terá uma equipe disponível 24 horas por dia para seguir o tratamento da residência oficial. O presidente dos Estados Unidos estava internado desde a tarde de sexta-feira. Na ocasião, o governo dos EUA confirmou a doença e avisou que, após apresentar quadro de fadiga, ele seria internado como medida de precaução. 

PEQUENAS EMPRESAS E MICROEMPRESAS RECEBEM APOIO FINANCEIRO

Linha de Crédito PRONAMPE – AIC Contadores

Alternativa de crédito mais procurada pelos pequenos negócios atingidos pela pandemia de coronavírus, o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) realizou, em sua segunda fase, 31,2 mil empréstimos no Rio Grande do Sul até 2 de outubro. Segundo o Fundo de Garantia de Operações (FGO), os acordos totalizam R$ 1,36 bilhão. Nesta etapa, o Estado é o terceiro que mais recebeu recursos e realizou operações no país, atrás somente de São Paulo e Minas Gerais.  Prestes a chegar no limite das operações previstas na segunda fase, a linha voltou a ficar disponível nos últimos dias, depois de o Ministério da Economia ter suspendido os repasses. A decisão de paralisar a iniciativa temporariamente foi comunicada por circular aos bancos no final de setembro, sob alegação de que era necessário um ajuste para que o Fundo Geral do Turismo (Fungetur) também acessasse as garantias do programa.  Em agosto, o governo federal tinha anunciado aporte extra de R$ 12 bilhões para a prorrogação do programa, que possibilitariam a concessão de até R$ 14,1 bilhões pelos bancos. Até o momento, a segunda leva do Pronampe contabiliza R$ 13,13 bilhões em repasses, provenientes de 241 mil transações em todo o país. 

Comentários