MEGA SENA DE SÁBADO

O prêmio da Mega-Sena acumulou pela quarta vez consecutiva no sorteio desta quinta-feira, após nenhum apostador cravar todas as seis dezenas reveladas pelo concurso 2.289 da loteria. Com isso, o próximo sorteio, marcado para acontecer no próximo sábado, pode pagar R$ 27 milhões. Confira os números sorteados: 06 — 09 — 34 — 37 — 38 — 45.  Apesar de ninguém ter faturado o prêmio principal, 33 bilhetes acertaram a quina e têm o direito de receber R$ 53.948,07 cada. Outras 2.808 apostas cravaram a quadra e faturaram R$ 905,72 cada.

POPULARIDADE D0 PRESIDENTE SOBE

A aprovação do presidente Jair Bolsonaro cresceu e é a melhor desde o começo do seu mandato, em janeiro de 2019. De acordo com a pesquisa do instituto Datafolha, publicada nesta sexta-feira, 37% dos brasileiros consideram o governo ótimo ou bom, contra 32% que o consideravam dessa forma na avaliação anterior, feita nos dias 23 e 24 de junho. Conforme o Datafolha, a taxa de rejeição teve uma queda acentuada: caíram de 44% para 34% os que consideravam ruim ou péssimo no período. O governo federal é considerado regular por 27% dos brasileiros, sendo que antes eram 23% em junho. O instituto entrevistou por telefone 2.065 pessoas de 11 a 12 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Antes desta rodada da pesquisa, a melhor porcentagem do presidente havia sido 33% de ótimo ou bom, taxa registrada em duas avaliações anteriores. A rejeição retornou ao nível dos primeiros seis meses de mandato, em torno de 30%.  O programa de auxílio emergencial ganhou força e atraiu visibilidade da população do Nordeste, reduto tido como oposicionista ao presidente Bolsonaro. Na região, a rejeição do chefe de Estado caiu de 52% para 35%, mas ainda mantém a pior avaliação: 33% dos nordestinos consideram o governo ótimo ou bom.  Bolsonaro também melhorou seu desempenho no Sudeste, onde a aprovação subiu de 29% para 36%, enquanto a rejeição caiu de 47% para 39%. Ele continua sendo bem avaliado no Sul, Norte e no Centro-Oeste, locais em que 42% dos residentes consideram a administração ótima ou boa.   

ZONA SUL DO RS PRÓXIMO DOS CEM MORTOS

A Vigilância Epidemiológica de Rio Grande, na zona Sul do Estado, confirmou nesta quinta-feira a morte de número 90 por Covid-19. A vítima é uma mulher de 89 anos que tinha doença neurológica crônica e era  hipertensa. O boletim informou, ainda, que mais 33 diagnósticos positivos de Covid-19 foram confirmados. Assim, a cidade soma 1868 casos de coronavírus. Destes, 1679 são considerados recuperados e 99 pacientes estão em isolamento hospitalar ou domiciliar.

PROGRAMA TELE-UTI/RS

O governador Eduardo Leite anunciou, durante uma transmissão virtual na tarde de ontem quinta-feira, que os hospitais do Rio Grande do Sul já contam com apoio do programa Tele UTI-RS, do Proad SUS vinculado ao Ministério da Saúde, que conta com o apoio de profissionais de hospitais que são referência hoje, no Brasil, no tratamento de pacientes com a Covid-19, como o Hospital do Coração (HCor), em São Paulo e o Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre. Conforme Leite, as equipes estarão disponíveis todos os dias para auxiliar os profissionais de saúde do Estado, com informações específicas para cada paciente. “Pelo menos 25 hospitais gaúchos já estão sendo atendidos ou têm termos de compromisso sendo firmados, além de outros 32 hospitais que estão sendo contatados para que possam ter contato com especialistas, intensivistas, que já passaram por situações difíceis e que têm grande expertise nesse enfrentamento para acompanhar os casos específicos dos pacientes”, comentou Leite. Além disso, ele reforçou que o objetivo é ajudar na capacitação desses profissionais. “Até porque com a ampliação da nossa rede de hospitais com leitos de UTI, muitos que não tinham, passaram a ter, principalmente no interior do Estado. 

Comentários