Bandeira Vermelha na Serra Gaúcha gera ação judicial

 novo giro do sistema de distanciamento controlado, nesta sexta-feira (31), apontou mapa preliminar no Rio Grande do Sul com 12 das 20 regiões em bandeira vermelha, de risco alto e maiores travas para o fluxo das pessoas e da economia. No somatório, 340 municípios estão inseridos nas zonas avermelhadas. Na faixa laranja, de grau médio e menos restrições à circulação, ficaram oito zonas. Permaneceram na etiqueta vermelha as regiões de Taquara, Novo Hamburgo, Canoas, Porto Alegre, Caxias do Sul, Passo Fundo e Palmeira das Missões. Outras cinco tiveram piora dos indicadores, passando da laranja para a rubra: Santo Ângelo, Santa Rosa, Pelotas, Bagé e Lajeado. O cenário é ligeiramente melhor se comparado com o mapa preliminar das últimas duas semanas, quando, nos dias 24 e 17 de julho, 14 e 18 regiões ficaram avermelhadas na classificação. Agora, é aberto prazo para que regiões e municípios possam recorrer ao governo estadual, apontando argumentos que justifiquem eventual avanço para a bandeira laranja, menos grave. O Palácio Piratini anunciará na segunda-feira (3) o mapa definitivo, o qual terá validade a partir do dia seguinte. 

Pref. De Carli em reunião virtual

AMESNE: Em decisão unânime dos prefeitos integrantes da AMESNE decidiram baixar novas regras em adequação a bandeira Vermelha a vigorar na próxima semana para a Serra Gaúcha. Em entrevista a rádio 96.1, o prefeito de Veranópolis, esclareceu que “as novas regras são estabelecidas dentro de parâmetros de compatibilidade com a realidade de cada município”. Tais regras já estão em vigor desde o dia 31, sexta feira. Por outro lado, o Ministério Público Estadual em Ofício Informou os prefeitos da Serra Gaúcha que iria tomar providências para a garantia do cumprimento das medidas de Decreto Estadual do Governador Eduardo Leite que classificou mais uma vez a Bandeira Vermelha.

JUSTIÇA DE VERANÓPOLIS INDEFERE PEDIDO DE LININAR DO MP

Em Veranópolis o Ministério Público ingressou ontem (31) com ação liminar na comarca de Veranópolis com pedindo a suspensão das regras do novo decreto publicado na tarde desta sexta-feira dia 31 de julho por parte dos prefeitos integrantes da Amesne. O pedido em análise do juiz Antônio Pereira Rosa, que decidiu indeferir o pedido do Ministério Público; com o que seguem vigentes as regras estabelecidas pelo Poder Público de Veranópolis.

As regras da Bandeira Vermelha para Veranópolis.

Veja o decreto municipal das adequações feitas pelo poder Público Municipal de Veranópolis. Clique no link abaixo:

http://www.veranopolis.rs.gov.br/download/615/decreto-executivo-n-6673-de-31-de-julho-de-2020

Comentários