Presidente poderá anunciar hoje novo Ministro da Educação

O presidente Jair Bolsonaro deve anunciar o novo ministro da Educação nesta sexta-feira (10). O cargo está vago desde a semana passada, quando a nomeação de Carlos Alberto Decotelli foi revogada, sem que ele tivesse tomado posse, depois de uma série de inconsistências curriculares terem vindo à tona. O perfil desejado pelo presidente é de um pessoa “conciliadora” e que “promova o diálogo”.  “Temos que ter uma pessoa que promova o diálogo, o que não é fácil, com todas as esferas da educação. Essa é nossa vontade, ter uma pessoa lá [que seja] conciliadora”, afirmou durante a live semanal, transmitida pelas redes sociais. Segundo o presidente, ele manteve conversa com “cinco ou seis” candidatos, nos últimos dias. “Então, a gente espera amanhã resolver essa questão aí do Ministério da Educação, que é um ministério muito importante”, acrescentou. O novo ministro da Educação será o quarto no cargo desde o início do governo, em 2019. 

Procurador federal Dentan Dllagnol critica decisão de Tóffoli

Deltan Dallagnol

O procurador federal e coordenador da Lava-Jato no Paraná, Deltan Dallagnol, afirmou nesta quinta-feira (9/7), por meio do Twitter, que a força-tarefa cumprirá a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) para dar acesso às bases de dados da operação, mas que lamenta o fato. ” A operação lamenta a orientação inédita de compartilhar informações sigilosas e dados privados de cidadãos sem indicar investigação específica relacionada”, escreveu.  Dallagnol também afirmou que a Lava-Jato do Rio de Janeiro vai cumprir a decisão do STF, “embora entenda a decisão incabível e buscará sua revisão”. A força tarefa cumprirá a decisão do Pres. do STF para dar acesso às bases de dados, mas lamenta a orientação inédita de compartilhar informações sigilosas e dados privados de cidadãos sem indicar investigação específica relacionada. — Deltan Dallagnol (@deltanmd) July 9, 2020
Mais cedo, o presidente do STF, Dias Toffoli, determinou que as forças-tarefas da Lava-Jato no Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo, repassem à Procuradoria-Geral da República (PGR) todos os dados colhidos durante a operação, que está em andamemto desde 2014.

Novo recorde de mortos

Com 45 novas mortes nesta quinta-feira, o Rio Grande do Sul alcançou novamente uma marca recorde de mortes por coronavírus registradas em 24 horas. Com isso, o número total de óbitos pela doença passou a ser de 870 no território gaúcho desde o início da pandemia. Segundo a atualização dos dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES), o Estado possui 36.434 infectados pela doença em 430 cidades do Estado (87% do território). De ontem para hoje, o acréscimo foi de 1.015 novos casos confirmados. O número de recuperados é de 30.240 nesta quinta-feira, correspondendo a 83% do número total de casos confirmados já registrados na plataforma. Porto Alegre segue ocupando o ranking das cidades com o maior número de óbitos e casos por Covid-19, sendo 145 mortes e 3,7 mil contaminados pelo vírus. A segunda posição é ocupada pela cidade de Passo Fundo com 48 óbitos e 2,2 mil infectados, seguido de Lajeado com 22 vítimas fatais pela doença e 2,2 mil casos confirmados.

BOLETIM CORONAVIRUS

Confira o boletim dos casos de Covid-19 de Veranópolis desta quinta-feira, dia 09 de julho. Neste dia mais 03 pessoas tiveram o resultado POSITIVO para o novo coronavírus. Os confirmados nesta data possuem 25, 37 e 62 anos. Um caso é cônjuge de paciente confirmado com o vírus anteriormente, apresentou sintomas leves e já pode ser considerado como curado. Outros dois casos adquiram o vírus por transmissão comunitária, apresentaram sintomas respiratórios leves e cumprem isolamento domiciliar junto com familiares. Mais 08 pessoas que realizaram testes tiveram resultado negativo para o novo coronavírus e 03 pessoas passaram a ser consideradas curadas. Nesta data são contabilizados 16 casos ativos no município.

Procedimentos médicos podem transmitir COVID 19

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta quinta-feira que a transmissão do novo coronavírus pelo ar pode ocorrer durante procedimentos médicos com geração de aerossol. Segundo a organização, alguns relatos de casos de Covid-19, relacionados a espaços internos lotados, também sugeriram a possibilidade dessa forma de transmissão, combinada com a transmissão por gotículas, em restaurantes, aulas de ginástica ou durante ensaios de coral. A OMS reconheceu na última terça-feira “evidências emergentes” da propagação do novo coronavírus pelo ar, depois que um grupo de cientistas pediu à organização para atualizar orientações sobre como a doença respiratória se espalha.

Saque do FGTS

A Caixa começou o pagamento para 432 mil trabalhadores nascidos em julho que já optaram  pelo saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O valor total corresponde a cerca de R$ 686 milhões e é liberado nos dias 1º e 10 de cada mês, de acordo com a opção do beneficiário. Até o momento, mais de 5,3 milhões de trabalhadores já se cadastraram nessa modalidade, que pode ser realizada até o último dia do mês de aniversário.  O saque pode ser realizado de maneira digital, por meio do aplicativo FGTS. Nele, é possível consultar os valores já liberados, solicitar o saque e indicar a conta de qualquer banco para o crédito. Para os nascidos em julho, a indicação da conta bancária para crédito deve ser feita até 23 de setembro.

Serviços públicos e a evolução digital

O Ministério da Economia divulgou, nesta sexta-feira, que mais de 800 serviços públicos de interesse da sociedade, antes acessados somente em balcões de repartições, já foram transformados em digitais. Em meio à pandemia do novo coronavírus, esse processo permitiu que o cidadão acesse o que precisa de casa, pelo computador ou celular, evitando deslocamentos desnecessários. O trabalho já vem sendo realizado desde janeiro de 2019, pela Secretaria de Governo Digital (SGD) do Ministério da Economia, que precisou ser agilizado nos últimos meses devido à covid-19. Mesmo com medidas restritivas de abertura de órgãos públicos, o acesso a serviços pela população não foi paralisado. Pelo contrário, exigiu empenho dos gestores públicos em tornar possível o uso de mais serviços por meios digitais, evitando gastos, idas e vindas desnecessárias, contribuindo para as medidas de isolamento social. Nos meses de março, abril, maio e junho deste ano, mais de 200 serviços foram criados ou transformados em digitais. Entre eles, o Auxílio Emergencial de R$ 600, a comunicação à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) de brasileiros com voos cancelados no exterior e registros de mediação e instrumentos coletivos de trabalho. Outro serviço transformado neste período de pandemia foi a solicitação do seguro-desemprego por empregados domésticos. A facilidade foi estendida para uso na Carteira de Trabalho Digital, um dos aplicativos com maior demanda de usuários nas lojas virtuais do Governo do Brasil. Só em 2020, foram registrados mais de 90 milhões de acessos a este serviço oferecido pelo Ministério da Economia.

Comentários