RS novas bandeiras no distanciamento controlado

O governo do Rio Grande do Sul fez, neste sábado (23), a terceira rodada de atualização da classificação das regiões estaduais de acordo com as bandeiras determinadas pelo distanciamento controlado, vigente para a próxima semana, de 25 a 31 de maio (veja o mapa anexo). A principal mudança é a alteração da bandeira laranja (risco médio) para amarela (risco baixo) em três regiões: Uruguaiana, Capão da Canoa e Santa Cruz do Sul. A partir de segunda-feira (25), serão doze regiões com bandeira laranja e oito com bandeira amarela. Não há regiões com bandeira vermelha (risco alto) ou preta (risco altíssimo – lockdown). Esta nova rodada de atualização veio com uma mudança: Agora, apenas os casos de Covid-19 que geraram hospitalização foram utilizados para medir a propagação do vírus considerando os locais de residência. Antes, o governo estadual usava todos os casos confirmados por testes moleculares (RT-PCR) para medir a velocidade do avanço (que mede o número de novos casos confirmados em relação aos casos anteriores) e a incidência de novos casos na população (que mede os novos casos nos últimos sete dias para cada 100 mil habitantes), dois indicadores dos onze utilizados para elaborar o cálculo de risco.

Semana de 25 a 31 de maio

O terceiro mapa do Distanciamento Controlado foi divulgado em 23 de maio. As regras deste mapa serão válidas de 25 até 31 de maio. Nesta semana, não haverá regiões classificadas como bandeira vermelha ou preta, e o mapa apresenta predominância de regiões em bandeira laranja.

São 12 regiões com risco médio, com bandeira laranja: Santa Maria, Novo Hamburgo, Canoas, Porto Alegre, Santo Ângelo, Cruz Alta, Palmeira das Missões, Erechim, Passo Fundo, Pelotas, Caxias do Sul e Lajeado.

As regiões de Uruguaiana, Capão da Canoa e Santa Cruz do Sul, que tinham bandeira laranja na versão anterior, passaram para amarela, portanto, o Estado passar a ter oito regiões com risco baixo. Assim, estão na bandeira amarela: Uruguaiana, Capão da Canoa, Taquara, Ijuí, Santa Rosa, Bagé, Cachoeira do Sul e Santa Cruz do Sul.

Hoje tem novo pagamento do governo

A partir desta segunda-feira (25) o INSS começa a pagar a segunda parcela do 13º salário para milhares de segurados. O dinheiro, que normalmente é pago no final do ano, foi antecipado por causa da pandemia da doença causa pelo novo coronavírus. O valor será depositado junto com a aposentadoria, pensão ou auxílio para quem tem direito ao 13º. Quem recebe um salário mínimo terá o valor disponível até o dia 5 de junho. Ajudar no pagamento de despesas fundamentais é um dos objetivos do auxílio emergencial de R$ 600 concedido pelo governo federal no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo coronavírus.O depósito será feito de acordo com o número final do benefício, sem contar o dígito. Portanto, números com final 1 recebem nesta segunda e assim por diante, até que os terminados em 0 recebam na sexta-feira da semana que vem. Segurados com renda mensal acima de um salário mínimo terão os pagamentos creditados entre os dias 1 e 6 de junho.

Soro hiperimune que pode tratar a covid-19

Pesquisadores do Instituto Vital Brazil e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) estão estudando um soro hiperimune que pode tratar a covid-19. Esse medicamento é do mesmo tipo daqueles usados contra a raiva e contra picada de animais peçonhentos. Caso os resultados sejam promissores, daqui a quatro meses o soro poderá ser testado em humanos. Em seis meses, seria possível produzir o solo em grande escala. A capacidade do instituto é de produzir até 100 mil tratamentos por ano. Outra pesquisa do Vital estuda anticorpos e DNA de lhamas. Com os dois estudos, é possível apostar no processo que der resultados mais rápidos.

China terá a primeira vacina contra COVID 19

Na sexta-feira, a equipe do Instituto de Biotecnologia de Pequim e a empresa Cansino Biologics, na China, anunciaram também os resultados da fase 1 da primeira vacina desenvolvida nesse país. Neste caso, divulgados em um artigo publicado na revista The Lancet, com todos os dados disponíveis para análise pela comunidade científica. Depois de 28 dias de testes com 108 voluntários saudáveis, os resultados parecem promissores. Além de ficar demonstrada sua segurança, os cientistas observaram que a vacina gerou anticorpos e linfócitos T nos voluntários.

Brasil é motivo para impedir entrada nos EUA

O governo americano anunciou neste domingo (24) a proibição da entrada de viajantes estrangeiros provenientes do Brasil. A medida anunciada barra estrangeiros que estiveram no Brasil nos últimos 14 dias. Trump é considerado o principal aliado internacional do presidente Jair Bolsonaro e tem evitado críticas abertas ao brasileiro, mas deixou claro nas últimas semanas que não pouparia o País.

Dia do Desafio

O Dia do Desafio é uma campanha mundial de incentivo à prática de atividade física e esportes, realizada sempre na última quarta-feira do mês de maio. O objetivo é propor que as pessoas interrompam suas atividades rotineiras e pratiquem qualquer atividade física por pelo menos 15 minutos consecutivos, em prol do bem-estar e da qualidade de vida. Em virtude da pandemia do novo coronavírus não acontecerão atividades presenciais nas cidades gaúchas, a fim de evitar aglomerações. Porém, o desafio será mantido com uma grande novidade: a realização virtual. Neste ano, o Dia do Desafio, capitaneado pelo Sistema Fecomércio-RS/Sesc, convida as pessoas a realizarem as atividades físicas de casa. A ideia é reforçar que, principalmente, neste momento de isolamento social, se faz necessária a inclusão de atividades físicas na rotina para o bem-estar físico e mental. Os participantes devem desafiar a si e seus amigos postando um vídeo realizando alguma atividade física, marcando as hashtags #DDDonline #DiadoDesafio2020. No dia 27 de maio, o evento será realizado por meio de uma programação virtual transmitida pela página do Sesc/RS no Facebook (www.facebook.com.br/sescrs) e pelos canais oficiais das Unidades Sesc e Senac de todo o Estado.

Comentários