Governo apresenta plano para ajustar contas públicas

Após a aprovação da reforma da Previdência, o presidente Jair Bolsonaro e ministro da Economia, Paulo Guedes, entregaram nesta terça-feira, 5, ao Congresso Nacional, as primeiras de uma série de propostas com a sua digital. Essa nova fase de reformas, batizada de Plano mais Brasil, é a principal tentativa da equipe econômica para mudar a gestão das contas públicas. O pacote também inclui uma divisão dos recursos do pré-sal, que deve injetar R$ 400 bilhões em 15 anos nos cofres públicos estaduais e municipais e prevê o fim de municípios com até 5 mil habitantes.

Governo faz maior leilão de petróleo da história

O governo realiza nesta quarta-feira (6) o leilão que promete ser um marco histórico na indústria de petróleo. Depois de meses para destravar a rodada, serão ofertadas 4 áreas no pré-sal na bacia de Santos. Caso todas sejam arrematadas, a arrecadação será de R$ 106,6 bilhões. O montante, no entanto, dependerá dos lances a serem feitos pelas 12 empresas que disputam o direito de extrair óleo. A Petrobrás desponta como protagonista da rodada.

CPI de Brumadinho pede o indiciamento da Vale

A Comissão Parlamentar de Inquérito na Câmara sobre o desastre em Brumadinho (MG) aprovou na terça-feira em uma votação simbólica, relatório com pedido de indiciamento da Vale e da empresa alemã Tüv Süd por crime socioambiental e corrupção empresarial. O texto do deputado Rogério Correia (PT-MG) pede também o indiciamento por homicídio doloso e lesão corporal dolosa de 22 diretores da Vale, engenheiros e terceirizados, entre eles o ex-presidente da mineradora, Fabio Schvartsman.

Toffoli sob pressão

Sob pressão em um ambiente político ainda mais radicalizado, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, deve dar nesta semana o voto decisivo no julgamento das ações sobre a constitucionalidade da prisão de condenados em segunda instância. A retomada da discussão judicial mais esperada do ano, marcada para quinta-feira e que também pode afetar o destino do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), acontece num momento de instabilidade, em que Toffoli tem sido cobrado por uma ala da corte a dar uma resposta institucional enfática aos recentes ataques à corte.

Mega-Sena acumula e vai a R$ 60 milhões

Aconteceu na segunda-feira (4) o concurso 2.204 da Mega-Sena. O sorteio foi ontem porque no último sábado não houve extração devido ao feriado. Mais uma vez, ninguém acertou as seis dezenas e o prêmio acumulou para R$ 60 milhões. O próximo sorteio será na quarta-feira (6). Os números sorteados foram: 01 28 29 32 35 56, Mesmo sem um ganhador do prêmio principal, 76 apostas acertaram a quina e vão receber R$ 45.148,15 cada uma. Já na quadra, 5847 pessoas acertaram os números e vão levar R$ 838,34 cada uma.

Comentários