Aeroporto Internacional das Hortências decola do papel.

Demanda histórica da região das Hortênsias, o aeroporto internacional de Canela está mais próximo de sair do papel. O prefeito Constantino Orsolin (MDB) e o secretário adjunto de Obras, Germano Junges, assinaram, na quarta-feira, em Brasília, junto ao titular da Secretaria Nacional da Aviação Civil (SAC), Ronei Saggioro, a outorga para o Aeroporto Internacional das Hortênsias. O investimento estimado é de mais de R$ 185 milhões. De acordo com Junges, o projeto será construído a partir de uma Parceria Público-Privada (PPP), em uma área próxima ao Parque do Saiqui e a oito quilômetros distante do Centro de Canela. Junges informa que o projeto já foi apresentado a eventos com consórcios de investidores nacionais e estrangeiros, e que estes demonstraram interesse em participar a partir do momento em que o município disponibilizar a licitação. “De 100 passageiros que pousam na Capital, a metade vem para Canela e Gramado, e daqui é de onde eles partem para outras cidades, conforme o tempo que permanecem”, explica Junges. No feriadão de Páscoa deste ano, 48 aeronaves de pequeno porte aterrissaram na cidade. O secretário adjunto afirma que a Região das Hortênsias recebe cerca de 6 milhões de visitantes por ano e que os seus 295 meios de hospedagem representam quase 20% de todos os leitos no Rio Grande do Sul.

Fundo saudita investirá R$ 10 bilhões no Brasil

Após a visita do Presidente Jair Bolsonaro à Arabia Saudita o ministro das relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, anunciaram ontem que o Fundo Soberano da Arábia Saudita investirá R$ 10 bilhões no Brasil. O acordo foi costurado durante a visita do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, ao país árabe. Apesar cifra alta, não foi especificado onde e quando o dinheiro saudita seria aplicado.

STJ suspende julgamento que pode anular condenação de Lula

Um desembargador do Superior Tribunal de Justiça suspendeu o julgamento desta quarta (30) do Tribunal Regional Federal da 4ª Região que analisaria a possível anulação da sentença da ação penal sobre o sítio de Atibaia, que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 12 anos e 11 meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O pedido partiu da própria defesa do ex-presidente.

Óleo reaparece em praias de 5 Estados do Nordeste

A Marinha informou que oito praias da região Nordeste voltaram a receber óleo cru. Equipes foram mobilizadas para limpar os locais. As oito praias estão localizadas em cinco Estados da região. São elas: Via Costeira e Búzios (RN), Conceição e Itapuama (PE), Japaratinga e Piaçabuçú (AL), Abaís (SE), Morro de São Paulo e Moreré (BA). Nesta terça-feira, 29, a Marinha identificou 19 pontos de presença de óleo. O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, admitiu que, no momento, é impossível prever se o derramamento está no começo, meio ou fim.

Incêndios retiram 180 mil de suas casas nos EUA

Equipes de bombeiros tratam de conter o fogo na Califórnia, Estados Unidos. O Estado virou uma fogueira no domingo, pronta para queimar e com sua população em alerta: 180 mil pessoas precisaram deixar suas residências. A sensação de perigo iminente de norte a sul foi alimentada durante uma semana por temperaturas extremas para esta época do ano.

Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 35 milhões

Acontece nesta quarta-feira (30) o concurso 2.203 da Mega-Sena. A loteria está acumulada e deve pagar R$ 35 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio acontece às 20h, horário de Brasília, e as apostas podem ser feitas até uma hora antes.

Comentários