Zona Azul irá democratizar o trânsito em Veranópolis.

O Poder Executivo de Veranópolis elaborou o projeto de lei que institui o sistema de estacionamento rotativo pago nas vias públicas do município, denominado “Zona Azul de Veranópolis”, o qual foi aprovado para ser executado pelos vereadores na sessão do dia 21 de outubro.
A finalidade do estacionamento rotativo pago de veículos automotores nas vias e logradouros da cidade é unicamente de disciplinar o estacionamento nesses espaços públicos, oportunizando o uso racional das vagas para que o maior número possível de usuários possa usufruir do sistema em condições de igualdade.
As vias que poderão, segundo o projeto aprovado, ser abrangidas com o estacionamento rotativo são:

  • Avenida Osvaldo Aranha, trecho compreendido entre as Ruas Marechal Deodoro da Fonseca e São Francisco de Assis;
  • Avenida Doutor José Montaury, trecho compreendido entre as Ruas Marechal Deodoro da Fonseca e 24 de Maio;
  • Rua Marechal Deodoro da Fonseca; trecho compreendido entre as Avenidas Osvaldo Aranha e Doutor José Montaury;
  • Rua Andrade Neves;
  • Rua Júlio de Castilhos, trecho compreendido entre as Avenida Osvaldo Aranha e Ernesto Alves;
  • Rua Carlos Barbosa;
  • Rua 24 de Maio, trecho compreendido entre as Avenidas Osvaldo Aranha e Doutor José Montaury.

E por solicitação da população aos vereadores, foi incluso também:

  • Avenida Doutor José Montaury, trecho compreendido entre as Ruas Marechal Deodoro da Fonseca e Flores da Cunha.

Segundo dados do Detran, existe em Veranópolis mais de 18 mil veículos registrados no município, para uma população de 26 mil habitantes. E se avaliarmos que muitas pessoas das cidades vizinhas como Fagundes Varela, Cotiporã e Vila Flores também transitam com frequência pelas ruas do município esse número de veículos aumenta consideravelmente.
Segundo o Secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Romeo M. Tedesco, a ideia do estacionamento rotativo é que se tenha mais oferta de vagas nas principais ruas onde o comércio está concentrado. “Conforme o projeto não foi tão grande a área de estacionamento rotativo que está sendo sugerido nesse primeiro momento, para possibilitar que os trabalhadores também tenham onde estacionar”, destacou o Secretário.
Na apresentação do projeto Zona Azul junto a Câmara de Vereadores também foi aprovado a criação do cargo de Agente Fiscal de Trânsito, que terá como função orientar e organizar o trânsito em todo o território municipal (urbano e rural) podendo inclusive aplicar autuações em casos de infração das leis de trânsito se necessário.
O sistema de estacionamento rotativo ainda levará alguns meses para ser colocado em prática, agora passa pela elaboração do edital de concessão que definirá várias questões do projeto, dentre o valor a ser aplicado. Haverá continuidade das vagas especiais para idosos (5%) e para pessoas com deficiências (2%), onde os carros estacionados nesses locais e identificados com a credencial emitida pela Prefeitura, não necessitarão pagar o estacionamento, mas devem seguir como os demais o tempo máximo de estacionamento na mesma vaga de até 2 horas. E para os carros de emergência, como ambulâncias e bombeiros, ou da Polícia Civil e Militar, estarão isentos a rotatividade e ao pagamento.
As áreas de estacionamento rotativo poderão ser ampliadas ou diminuídas, conforme critérios de necessidade ou interesse, inclusive para outros locais fora do centro da cidade.

Comentários