Mulher é presa preventivamente por lavagem de dinheiro e organização criminosa em Caxias do Sul

Nesta segunda-feira (19), a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) de Caxias do Sul, realizou uma ação em combate aos crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa na Serra Gaúcha. Na ação, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, nos bairros Bom Pastor e Desvio Rizzo, e uma mulher de 32 anos foi presa preventivamente.

Há cerca de três meses, agentes da DRACO de Caxias do Sul vem investigando uma organização criminosa que atua diretamente no fluxo financeiro de duas facções criminosas da serra gaúcha. Até o momento, nove pessoas foram identificadas.

A investigação apurou que a suspeita utilizava sua empresa de fornecimento de marmitas aos presídios para lavar o dinheiro do tráfico de drogas, oriundo de duas facções criminosas. Ela funcionava como uma espécie de banco, recebendo os valores de diversos pontos de tráfico da Serra Gaúcha diretamente em sua conta bancária e repassando aos traficantes, mediante uma “comissão” de 5% de cada depósito recebido.

A empresa da suspeita movimentou em sua conta bancária aproximadamente R$ 2 milhões no período de um ano. O delegado Adriano Linhares explica que os valores recebidos eram tantos, que a conta da investigada chegava a bloquear por excesso de depósitos diário.

Comentários