ACOMULOU R$24 milhões!

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.179 da Mega-Sena, realizado ontem à noite em São Paulo. O prêmio acumulou pela terceira vez seguida, e a Caixa Econômica Federal deve pagar R$ 24 milhões no próximo sorteio, que ocorre no sábado (17). As dezenas sorteadas nesta quarta-feira foram: 02-13-24-35-50-54.No mesmo concurso, a Quina saiu para 55 apostas, que vão levar para casa R$ 34,71 mil. Um total de 4.563 ganhadores acertaram a quadra e vão receber R$ 597,77.A Mega-Sena paga o prêmio principal para quem acertar os 6 números sorteados. Ainda é possível ganhar prêmios ao acertar 4 ou 5 números. O jogo de seis números custa R$ 3,50.

Palocci delata: Lula e Dilma recebiam milhões em propina.

O ex-ministro Antonio Palocci citou 12 políticos que teriam recebido, de 16 empresas, mais de R$ 330 milhões em vantagens indevidas. Deste montante, cerca de R$ 270 milhões teriam sido destinados ao Partido dos Trabalhadores entre os anos de 2002 e 2014. As informações constam do acordo de delação premiada que Palocci firmou com a Polícia Federal. Nesta quarta-feira (14), o site da Revista Veja divulgou o conteúdo de um documento de oito páginas que revela pontos da delação. O material, de abril deste ano, foi assinado pelo responsável pela Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Edson Fachin. De acordo com Palocci, todas as eleições dos ex-presidentes Lula e Dilma foram financiadas com recursos irregulares de empresas. A maioria das transações teria sido acertada por ele e pelo ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. Em troca das propinas, os empresários conseguiam, por exemplo, uma linha de crédito no BNDES e apoio da base governista a medidas que tramitavam no Legislativo. No documento obtido pela publicação, o ex-ministro petista voltou a falar que, na primeira eleição de Lula, em 2002, ele recebeu US$ 1 milhão do ex-ditador líbio Muamar Kadafi. Antonio Palocci disse que a empreiteira Camargo Corrêa pagou R$ 50 milhões em vantagens indevidas para pôr fim à Operação Castelo de Areia no Superior Tribunal de Justiça. A Operação, de 2009, investigava suspeitas de irregularidades do grupo em contratos de obras públicas. Segundo o petista, parte da quantia foi repassada ao PT na forma de doação eleitoral para a campanha de Dilma Rousseff em 2010.

Outros políticos beneficiados

Palocci afirmou que a Camargo Corrêa repassou R$ 1 milhão para a atual presidente do PT, Gleisi Hoffmann. A deputada ainda teria recebido dinheiro de mais duas empreiteiras para a eleição ao Senado em 2010: R$ 2 milhões, via caixa dois, da Odebrecht e R$ 800 mil da OAS. No documento obtido pela Veja, Antônio Palocci diz que os ex-governadores petistas Fernando Pimentel e Tião Viana receberam repasses de empreiteiras na eleição de 2010.Pimentel teria recebido R$ 2 milhões da Camargo Corrêa, e Viana teria levado R$ 2 milhões da Odebrecht, sendo R$ 1,5 milhão através de caixa dois. Palocci diz que a Odebrecht repassou, também em 2010, R$ 3,2 milhões, via caixa dois, ao ex-senador Lindbergh Farias.

Envolvimento da Qualicorp

Outros R$ 50 milhões teriam sido pagos ao Partido dos Trabalhadores, dessa vez pela Odebrecht, em troca de vantagens no Programa de Desenvolvimento de Submarino.O dinheiro teria financiado parte da campanha para a reeleição de Dilma Rousseff. Esse episódio já havia sido narrado pelo ex-presidente da empreiteira, Marcelo Odebrecht, em seu acordo de colaboração. O ex-ministro petista também cita a Qualicorp.A administradora de planos de saúde teria repassado recursos ao PT, ao Instituto Lula e à empresa de marketing esportivo Touchdown, de Luis Cláudio, filho caçula do ex-presidente. Em troca, o governo teria concedido benefícios à empresa na Agência Nacional de Saúde Suplementar. No trecho obtido pelo site da revista Veja, não estão especificados os valores que a Qualicorp teria repassado. Em nota, a administradora afirmou que “nunca pleiteou ou obteve qualquer tipo de benefício público e jamais transgrediu a lei.” Já o Partido dos Trabalhadores disse que “nada que Antonio Palocci diga sobre o PT e seus dirigentes tem qualquer resquício de credibilidade.” A sigla ainda afirma que “ele negociou com a Polícia Federal, no âmbito da Lava Jato, um pacote de mentiras para escapar da cadeia e usufruir de dezenas de milhões em valores que haviam sido bloqueados.”

MEC prorroga prazos

O Ministério da Educação (MEC) vai prorrogar o prazo para estudantes e instituições se inscreverem no Programa Universidade para Todos (ProUni) e no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Uma instabilidade nos portais entre 5 e 7 de agosto provocou a extensão dos prazos. No caso do Prouni, os estudantes não matriculados nas instituições de educação superior (IES) terão até 19 de agosto para concorrer a uma das bolsas remanescentes. O prazo anterior terminaria na sexta-feira (16). Para os matriculados, a data final continua a ser 30 de setembro. No Fies, o prazo para as Comissões Permanentes de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) das IES validar as informações prestadas por estudantes pré-selecionados na lista de espera que venceria de 5 a 9 passou para 16 de agosto. Segundo o secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel, na semana passada, o MEC acionou a Polícia Federal para investigar indícios de sabotagem aos portais e opção por prorrogar os prazos visam a não prejudicar os estudantes. O Sistema Presença, utilizado para pagamento do benefício do Bolsa Família, também passou por instabilidade, mas o MEC não identificou necessidade de prorrogar o prazo para envio de informações, que continua a ser 23 de agosto.

Restituições do terceiro lote do Imposto de Renda 2019

A Receita Federal paga nesta quinta-feira (15) as restituições do terceiro lote do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2019. Segundo o Fisco, estão sendo liberados R$ 3,8 bilhões a 2.978.614 contribuintes. O lote contempla também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018. Deste total, 7.532 contribuintes são idosos acima de 80 anos, 44.062 entre 60 e 79 anos, 6.888 com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave, e 24.513 cuja maior fonte de renda seja o magistério.Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone, 146.

Mercado de tecnologia no Brasil cresce acima da média mundial.

Segundo estudo anual do IDC encomendado pela Associação Brasileira das Empresas de Software, o mercado de tecnologia da informação cresceu 9,8% no no país em 2018, atingindo a cifra de US$ 47,7 bilhões nas áreas de software, hardware, serviços e exportações. No resto do mundo, o avanço foi de 6,7%. O investimento em tecnologia em relação ao PIB, no entanto, fica abaixo da média mundial.

Comentários