‘Foi incrível’, diz jovem violonista que ganhou uma das bolsas mais importantes da música no Brasil

Estudante de violão desde os 11 anos, o jovem violonista Eduardo Gutterres, 22 anos, formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), foi um dos ganhadores da bolsa de estudos do Programa Magda Tagliaferro, uma das mais importantes na formação de músicos do Brasil.

“Quando eu entrei, não tinha mais ninguém no teatro, só os quatro professores da banca. Eu estava com a partitura do que eu ia tocar e com as minhas informações. Eu toquei a música de 10 minutos, toquei a Op. 101, do Mauro Giuliani, um compositor italiano do final do período clássico e início do período romântico da história da música”.

O programa é voltado a jovens músicos de 16 a 26 anos, nas modalidades de canto e de instrumento. O objetivo é impulsionar a carreira de músicos clássicos que busquem a profissionalização na área da performance.

Estudante de escola pública no segundo grau e na universidade, Eduardo foi premiado como o melhor aluno na formatura. Com a bolsa, também fará aulas de alemão.

“Agora eu tenho essa pressão de ser um dos bolsistas da Cultura Artística, que é um negócio mega concorrido. Não acabou por aqui, ainda vou ter que estudar muito, muito, muito mais essa bolsa. A grande proposta dessa bolsa é preparar os alunos e mandar para fora. Além de aula de violão com um dos melhores professores do Brasil, o Fábio Zanon, eu vou ter aula de línguas, auxílio de compra de materiais e inscrições em concursos”.

As primeiras reuniões acontecem em junho. A bolsa Magda Tagliaferro tem duração de um ano, e pode ser renovada mais duas vezes. Como o programa é voltado apenas para moradores de São Paulo, desde o início do ano, Eduardo Gutterres trocou Porto Alegre pela capital paulista.

Comentários