Servidores registram foto com cadáver em Guaporé

A imagem de dois homens e um cadáver, até o momento não identificado, em um cemitério no município de Guaporé gerou revolta na comunidade e dor de cabeça para os gestores do Poder Executivo após a divulgação em redes sociais (Facebook) e grupos de mensagens instantâneas (WhatsApp). Os funcionários, sendo um deles concursado e o outro prestador de serviço, aparecem de pé com o morto, em bom estado de conservação, em frente às carneiras no Cemitério Cristo Redentor, localizado na Linha 21 de Abril. Eles, no momento do registro fotográfico, estavam efetuando a remoção de ossadas nas carneiras destinas às pessoas carentes, cedidas ao Município.
O que pode ter gerado o registro, repudiado pelo Poder Público e pela comunidade, é o estado de conservação do morto, ou seja, a curiosidade dos servidores. Não há informações precisas de quem possa ser, porém, suspeita-se que seja um homem que há anos foi enterrado. A identificação ainda está sendo apurada e nenhum familiar, até o momento, se manifestou sobre o ocorrido.

O Executivo
O Poder Público de Guaporé, após a divulgação da imagem em rede social (Facebook), nos grupos de mensagens instantâneas e a revolta por parte da comunidade, pronunciou-se oficialmente sobre o caso através de ofício encaminhado para a Câmara Municipal de Vereadores. O ofício, assinado pelo prefeito Valdir Fabris (PDT), destaca:
Tendo em vista os fatos ocorridos no Cemitério Cristo Redentor e divulgados em rede social, vimos informar que serão tomadas as medidas legais cabíveis, visto que o Município não compactua com atos desta natureza.
Além disso, o Chefe do Poder Executivo ordenou a abertura de sindicância (processo administrativo) para apurar a responsabilidade de cada um dos servidores, os que aparecem na imagem e o que registrou o momento, no triste e desrespeitoso fato. A Administração Municipal encaminhará o processo para que seja analisado pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP/RS) ? Promotoria da Comarca de Guaporé.

Nota do Poder Público de Guaporé
O Governo Municipal vem esclarecer sobre uma imagem que circulou entre a comunidade, com servidores públicos, em um cemitério de Guaporé, durante o trabalho de remoção de ossadas nas carneiras destinas às pessoas carentes. A foto, não autorizada, que jamais deveria ter sido feita pelos servidores e que se espalhou pelas redes sociais e grupos de mensagens instantâneas gerou processo administrativo contra os envolvidos e também encaminhamento ao Ministério Público. Infelizmente, o erro cometido pelos funcionários, foi multiplicado com a exposição pública da imagem. A apuração dos fatos acontece dentro dos processos legais, mas o Poder Público repudia tal atitude, que representa uma falta de respeito, que não deve se repetir. Não compactue com atos como esse, reproduzindo o conteúdo. Procure sempre as autoridades competentes para denúncias e evite a exposição desnecessária e constrangimento de familiares e amigos.

Fonte: Rádio Aurora

Comentários

Deixe uma resposta